06:56 24 Agosto 2019
Ouvir Rádio
    Para capturar o seu catioríneo, é preciso ser maior de idade e responsável

    Pokémon, não! ‘Catioro Go’ é o game do bem

    Marcelo Horn/ GERJ
    Brasil
    URL curta
    0 10

    Inspiradas no sucesso do game Pokémon Go, que ainda não foi oficialmente lançado no Brasil, as autoridades de Esteio, no Rio Grande do Sul, criaram uma campanha de adoção animal batizada de "Catioro Go", que incentiva as pessoas a capturarem cachorros abandonados para treiná-los e cuidar deles com muito carinho, assim como fazem com pokémons.

    A criativa iniciativa foi divulgada nesta semana na página da Prefeitura de Esteio no Facebook, com informações sobre como capturar os seus bichinhos.

    "Temos muitos bichinhos em nosso Canil Municipal, com diferentes habilidades, aguardando por um treinador que possa lhes dar muito carinho e ajudá-los a evoluir. Para capturar o seu, é só aparecer no Canil (Avenida Luiz Pasteur, 7275 – Bairro Três Marias), que funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 12h e das 13h às 17h".

    Ao contrário dos pokémons, no entanto, as autoridades municipais lembram que os "catioríneos" não podem ser usados em batalhas ou guardados em esferas de metal, e por isso, os seus treinadores devem ter muita responsabilidade quando decidirem pela adoção.

    Segundo a prefeitura, para capturar o seu "catioro", os mestres Pokémon interessados precisam ser maiores de idade e comparecer ao canil da cidade apresentando RG e comprovante de residência.

    "Os catioríneos já vêm castrados e vacinados".

    Mais:

    O 'apokelipse' está próximo: Hackers dão prazo para tirar Pokémon Go do ar
    Pokémon No-Go: jogadores arriscam a vida em campos de minas na Bósnia
    "Ajude um animal": Catarinenses criam projeto para proteger cães do frio
    Tags:
    Pokémon Go, adoção, catioro, cachorros, cachorro, Esteio, Rio Grande do Sul, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar