04:24 23 Setembro 2020
Ouvir Rádio

    Aumenta o rigor na inspeção de passageiros nos aeroportos brasileiros

    Brasil
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Entraram em vigor nesta segunda-feira (18) as novas normas de segurança que foram intensificadas em voos domésticos nos aeroportos brasileiros. As medidas, já existiam, mas agora vão ser aplicadas de forma mais rigorosa.

    Conforme as novas determinações da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), os passageiros serão submetidos à revista física feita por agente do mesmo sexo e vai ocorrer de forma aleatória, mesmo que o detector de metais não sinalize. 

    Os passageiros também vão ter que tirar computadores portáteis e outros dispositivos eletrônicos de suas malas e mochilas, como já estava sendo cumprido em voo internacionais. Os agentes ainda poderão solicitar que os passageiros abram suas bagagens de mãos para que possa ser feita uma inspeção de objetos.

    Por conta das novas regras, a ANAC orienta que os passageiros de voos domésticos cheguem ao aeroporto com até duas horas de antecedência e, no caso de voos internacionais, com três horas antes do embarque.

    Na manhã desta segunda-feira (18), os passageiros enfrentaram filas e tiveram que ter paciência no Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro devido às alterações na fiscalização.

    Medidas especiais de segurança também foram intensificadas no Aeroporto de Guarulhos, em São Paulo. O terminal internacional está operando em esquema especial de recepção e segurança já por causa dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos.

    Uma das ações foi a montagem de uma estrutura de deslocamento diferenciada para agilizar a chegada e partida de atletas e delegações, que vão passar por conexões entre o aeroporto de Guarulhos, na grande São Paulo, e os terminais Santos Dumont e o Internacional Tom Jobim, o Galeão, no Rio de Janeiro.

    O Comandante Milian Haymann, especialista em segurança aérea com experiência em aviação civil e militar, pensa que as medidas adotadas pela ANAC “são muito bem-vindas”, mas lamenta que elas não tenham sido implantadas há mais tempo. "Assim, já teríamos maior habilidade em lidar com isso. Evidente que, ao se iniciar agora, vai haver um período de adaptação que leva um pouco de inconveniência aos usuários do sistema, mas são muito bem-vindas, não resta a menor dúvida."

    Sobre a capacidade do pessoal de segurança brasileiro de desempenhar bem o papel de rigor total no acesso às áreas de embarque dos aeroportos, o Comandante Haymann afirma que "técnicos bem treinados são capazes de só no olhar perceber se existe alguém em atitude e posição suspeitas, ou com a bagagem suspeita. Eles são muito bem preparados, por isso é que, quanto mais cedo essas medidas tivessem sido implementadas, os inconvenientes seriam menores, porque os técnicos já estariam mais habilitados".

    A ANAC – Agência Nacional de Aviação Civil, por sua vez, através de nota de seu gerente de Operações, Marcelo Lima, sugere que os passageiros cheguem aos aeroportos com duas horas de antecedência, para que possam ter o tempo necessário para passar pelos canais de inspeção. Sobre a ocorrência de grandes filas em alguns aeroportos, que se verificaram na manhã desta segunda-feira, Lima ressalta:

    "Essa medida, que visa a aumentar o padrão de segurança nos aeroportos, a fim de garantir a segurança dos passageiros e seus familiares, vem sendo tratada desde o ano passado. Há três semanas houve uma reunião com os aeroportos e eles se comprometeram a implementar todas as medidas, mostraram as medidas que seriam feitas para garantir a tranquilidade nas operações e reduzir o impacto ao mínimo possível."

    O gerente de Operações da ANAC, Marcelo Lima, conclui dizendo que a Agência "tem trabalhado com os aeroportos para que eles se organizem, melhorem seus procedimentos, façam testes para reduzir o tempo de inspeção, para que haja menos impacto para o passageiro. Estamos estudando com a Infraero quais as medidas que eles vão tomar e estamos acompanhando para que a operação volte à normalidade".

    Veja aqui outras medidas de segurança da Anac que começaram a valer nesta segunda-feira (18). 

    Tags:
    novas regras, Jogos Rio 2016, inspeção, Jogos Olímpicos, segurança, Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC), Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar