13:01 20 Setembro 2019
Ouvir Rádio
    Fuzileiros Navais da Marinha Brasileira vão reforçar a segurança nos Jogos Rio 2016.

    Fuzileiros Navais vão reforçar a segurança nos Jogos Rio 2016

    Marinha do Brasil
    Brasil
    URL curta
    452
    Nos siga no

    A partir do dia 24 de julho os Fuzileiros navais e veículos blindados vão dar início ao patrulhamento de algumas regiões do Rio de Janeiro reforçando a segurança para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos Rio 2016.

    Os militares vão se juntar a força-tarefa que vai atuar no esquema de segurança dos Jogos Rio 2016.

    Cerca de 2.700 militares da Marinha do grupo intitulado 'Tarefa Terrestre'  e do Centro de Coordenação Tático Integrado (CCTI) vão patrulhar as vias expressas da zona sul, como a Avenida Atlântica, em Copacabana e a região portuária do Rio. Os Fuzileiros estarão subordinados ao Comando de Defesa Setorial Copacabana, que será responsável pelas ações de combate ao terrorismo e defesa contra possíveis ataques químicos, nucleares, biológicos e radiológicos, além de controle antidrogas.

    A Marinha ainda vai fazer a segurança com navios na Baía de Guanabara e na orla da Zona Sul. Em Copacabana vão ser realizadas competições de vôlei de praia, triatlo, ciclismo de estrada e maratona aquática. Já na Marina da Glória, vão acontecer as competições de vela olímpica. Na Lagoa Rodrigo de Freitas, as provas de remo e canoagem, e no Aterro do Flamengo será realizada a maratona.

    Os militares do Exército vão ser responsáveis pelo patrulhamento das  áreas olímpicas da Barra da Tijuca, na Zona Oeste, e Deodoro e Maracanã, na Zona Norte da cidade.

    Tags:
    terrorismo, rastreamento, Rio 2016, segurança, fuzileiros navais, Centro de Coordenação Tático Integrado, Comando de Defesa Setorial Copacabana, Jogos Paralímpicos, Marinha do Brasil, Baía de Guanabara, Marina da Glória, Aterro do Flamengo, Maracanã, Praia de Copacabana, Brasil, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar