13:36 20 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Michel Temer durante encontro com representantes da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil
    Marcos Corrêa/PR

    Temer se reúne com empresários e defende união para retomar crescimento do país

    Brasil
    URL curta
    1426605

    Ao se encontrar nesta quinta-feira (30) com mais de 500 empresários integrantes da Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), em Brasília, o presidente em exercício, Michel Temer agradeceu o apoio dos empresários ao governo, e afirmou que "pouco a pouco, vai trazer o Brasil para a realidade".

    Surpreso com o número de empresários presentes, Michel Temer disse durante discurso, que este evento reforçava o apoio ao seu governo, ressaltando para os presentes que dar apoio ao governo é dar apoio ao país.

    “No meu modesto raciocínio, eu achei que nós teríamos aqui 30, 40 pessoas, nos reuniríamos em torno de uma mesa e debateríamos alguns temas, mas eu vejo que as lideranças empresariais conseguiram mobilizar todo o Brasil e trazer para cá um número não só quantitativamente expressivo, mas qualitativamente igualmente expressivo. Quero agradecer enormemente o apoio que vem dar ao governo, porque eu diria que dar apoio ao governo, é dar apoio ao Brasil.”

    Temer contou novamente a história de quando passou por um posto de gasolina em uma via de São Paulo e viu uma placa com os dizeres “não fale em crise, trabalhe”. Reportagens mostraram que logo depois, o estabelecimento faliu. Aproveitando esse gancho, o presidente interino fez questão de dizer que esse era o quadro do governo anterior, pois no sistema atual ninguém vai falir.

    “Interessante essa coisa da crise. Sobre ter fatores econômicos materiais, reais, verdadeiros, também tem o sentimento psicológico. Se você começa a falar muito em crise, você se convence que há crise e se desanima. Aqui, ao contrário, o que eu vejo é uma animação tão grande dos senhores. Hoje, quando eu vejo esse entusiasmo aqui presente, e nós estamos com 45 dias de governo, eu digo interessante, o posto faliu por causa do sistema econômico anterior, no sistema econômico atual, ninguém irá à falência. Tenho absoluta convicção disso.”

    Na ocasião, Temer ainda lembrou do acordo fechado com os governadores para também limitar os gastos dos estados e destacou a importância de unir os estados e municípios para que a União também se fortaleça.

    “A União só é forte, se fortes forem os estados e municípios. Quando nós decidimos que deveríamos fazer uma composição com os estados federados e tudo isso capitaneado pela área econômica, nós tínhamos convicção que esta situação de débito constante da União, dos estados, não poderia prosperar. Tínhamos em mente, que quando fechássemos o acordo com os estados, nós expandiríamos essa regração para todos os estados federados e eles não exitaram sequer um momento em concordar com o limite de gastos, ou seja, pouco a pouco, nós vamos trazendo o Brasil para a realidade, e a nossa realidade hoje é de quem no passado gasta muito e não arrecada. Nós temos que tomar cuidado com isso, e isso é que tem dado extraordinário resultado.”

    O presidente em exercício destacou ainda sobre a importância da interação entre executivo e legislativo em um Estado Democrático. Segundo o presidente interino, por muito tempo essa interação "se desagregou", mas hoje, ela foi restaurada.

    Temer falou ainda sobre a importância da governabilidade e destacou ter uma 'amplíssima maioria' na Câmara, ressaltando que isso é o que dá a 'governança'.

    O presidente interino, afirmou que é preciso que todos trabalhem juntos pelo Brasil, e finalizou dizendo para os empresários, a citação: "não pergunte o que o governo pode fazer por você, mas o que você pode fazer pelo governo"

    Tags:
    empregos, crescimento econômico, crise, empresariado, Confederação das Associações Comerciais e Empresariais do Brasil (CACB), governo brasileiro, Palácio do Planalto, Brasil, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik