14:04 25 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Paulo Bernardo é levado por Agentes para o avião da Polícia Federal rumo a São Paulo

    Ex-ministro Paulo Bernardo é solto em SP e reclama de prisão

    José Cruz;Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    625872

    O ex-ministro do Planejamento, Paulo Bernardo, deixou nesta quarta-feira (29), por volta de 22h30, a sede da Superintendência Regional da Polícia Federal em São Paulo, onde estava preso desde a última quinta-feira (23), informou Agência Brasil.

    Ao sair, o ex-ministro deu uma entrevista, na qual classificou a sua prisão de desnecessária. Paulo Bernardo disse a jornalistas que é inocente.

    “Quero dizer que sou inocente. Isso vai ficar demonstrado. Acho que essa prisão não era necessária porque eu estava em local determinado, absolutamente encontrável, me coloquei à disposição da Justiça várias vezes. Mandei petições para o juiz, Ministério Público e advogados me colocando à disposição para depor e, durante dez meses, não fui chamado. Portanto, não vi nenhum motivo para isso [para a prisão]. Felizmente o ministro Toffoli, do Supremo, teve o mesmo entendimento”, disse.

    De acordo com a investigação, o ex-ministro recebia recursos de um esquema de fraudes no contrato para gestão de empréstimos consignados no Ministério do Planejamento.

    Além de Paulo Bernardo, deixaram também a sede da Polícia Federal na noite de quarta-feira o advogado Guilherme de Salles Gonçalves, Joaquim José Maranhão da Câmara, Daisson Silva Portanova, Dércio Guedes de Souza, Emanuel Dantas do Nascimento, Washington Luis Viana e Valter Correia da Silva, ex-secretário municipal de Gestão de São Paulo. Já o ex-tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, que cumpre pena a que foi condenado na Operação Lava Jato pelo juiz Sergio Moro, o ex-tesoureiro do PT, Paulo Ferreira, e Nelson Luiz Oliveira Freitas, permanecerão presos.

    Mais:

    Cristovam Buarque: PF não precisava de todo aquele aparato para prender Paulo Bernardo
    Senadora Gleisi Hoffmann divulgou nota de protesto contra a prisão de Paulo Bernardo
    Senado entra com representação no CNJ contra juiz por busca e apreensão em casa de Gleisi
    Tags:
    Operação Custo Brasil, Paulo Bernardo, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik