18:42 21 Janeiro 2018
Ouvir Rádio
    Police car lights

    Foragido de Operação Turbulência é achado morto em motel

    © flickr.com/ Robert Kuykendall
    Brasil
    URL curta
    201

    O empresário Paulo César de Barros Morato, único foragido da Operação Turbulência, deflagrada na terça-feira (21) pela Polícia Federal, foi encontrado morto na noite de hoje (22) em um motel em Olinda (PE), informou Agência Brasil.

    A informação foi confirmada pela Polícia Federal (PF) em Pernambuco.

    A Operação Turbulência foi deflagrada sobre a compra do avião, logo após o acidente que matou Eduardo Campos e outras seis pessoas, e acabou descobrindo um esquema de lavagem de dinheiro em valores próximos a R$ 600 milhões, de acordo com a Polícia Federal.

    Ainda não há informações sobre as circunstâncias da morte de Morato. A PF acompanha o caso, mas a responsabilidade da investigação é da Polícia Civil. “Se, porventura durante o percurso das investigações, alguma circunstância aponte vínculos ou tenha ligação com os fatos que estão sendo apurados dentro da Operação Turbulência poderemos entrar no caso”, informou a PF em nota.

    Na terça-feira, a PF cumpriu quatro das cinco prisões preventivas decretadas na operação. De acordo com as investigações, Morato se apresentava como dono da empresa Câmara e Vasconcelos Locações e Terraplenajem, apontada como de fachada pela Operação Turbulência. A organização foi uma das compradoras do avião usado por Eduardo Campos na campanha presidencial.

    A mesma empresa recebeu mais de R$ 18 milhões da empreiteira OAS, proveniente de pagamento por serviços de locação e terraplanagem que teriam sido realizados nas obras de Transposição do Rio São Francisco.

    Tags:
    Operação Turbulência, Paulo César de Barros Morato, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik