12:21 12 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Denúncias de propina tiram Henrique Eduardo Alves do Ministério do Turismo

    Cai o terceiro ministro de Temer: Henrique Alves pede demissão após delação

    José Cruz/Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    10180
    Nos siga no

    Após ser citado na delação premiada do ex-presidente da Transpetro Sérgio Machado, o ministro do Turismo, Henrique Eduardo Alves (PMDB), pediu demissão na tarde desta quinta-feira (16), segundo informou a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto.

    Henrique Alves foi acusado por Machado de receber R$ 1,55 milhão em propinas entre os anos de 2008 e 2014: através do conglomerado Queiroz Galvão, ele teria recebido R$ 500 mil em 2014; R$ 250 mil em 2012 e R$ 300 mil em 2008.

    Além disso, segundo o delator, outros R$ 500 mil foram pagos a Alves em 2010, pela Galvão Engenharia.

    Após as demissões de Romero Jucá, que ocupava a pasta de Planejamento, e de Fabiano Silveira, que chefiava o Ministério da Transparência, esta é a terceira demissão de ministros em pouco mais de um mês do governo interino de Michel Temer por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras investigado pela Operação Lava Jato. 

    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)

    Mais:

    Após denúncias de recebimento de propina, Ministro interino do Turismo pode deixar cargo
    Temer é apontado em propina na delação premiada
    Dilma nega conversa com Odebrecht sobre propina e vai entrar na Justiça sobre acusações
    Ministro da Transparência fala de inocência, mas pede demissão
    Procuradoria-geral pede prisão de Cunha, Sarney, Jucá e Calheiros
    Diário Oficial: Romero Jucá é exonerado
    Tags:
    propina, delação premiada, ministro, demissão, Ministério do Turismo, Sérgio Machado, Henrique Alves, Michel Temer, Brasil, Brasília
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar