10:02 17 Dezembro 2017
Ouvir Rádio
    Aécio Neves, citado nas gravações das conversas entre Romero Jucá e Sérgio Machado como o primeiro a ser comido caso a Lava-Jato prosseguisse

    Sérgio Machado diz ter repassado R$1 milhão para candidatura de Aécio à Câmara

    Marcos Oliveira/ Agência Senado/ FotosPúblicas
    Brasil
    URL curta
    1210

    O ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, um dos delatores da Operação Lava Jato, disse que repassou ao senador Aécio Neves (PSDB-MG) recursos para viabilizar a candidatura dele à presidência da Câmara dos Deputados em 1998, informou Agência Brasil.

    Na época, Machado era senador e ocupava o posto de líder do partido no Senado.

    De acordo com o delator, parte dos recursos foram obtidos no exterior. “Os recursos foram entregues aos próprios candidatos ou a seus interlocutores. Que a maior parcela dos cerca de R$ 7 milhões arrecadados à época, foi destinada ao então deputado Aécio Neves, que recebeu R$ 1 milhão em dinheiro. Que, com frequência, Aécio recebia esses valores através de um amigo de Brasília que o ajudava nessa logística”, acrescentou trecho do depoimento.

    De acordo com o delator, à época o então presidente do PSDB, senador Teotônio Vilela (AL), e Aécio, então deputado federal, definiram “um plano de eleger a maior bancada federal” para viabilizar a candidatura à presidência da Casa. Segundo Machado, a forma encontrada foi ajudar financeiramente cerca de 50 deputados se elegerem.

    Mais:

    STF autoriza inquérito para investigar Aécio Neves e Eduardo Paes
    Procurador-Geral pediu busca e apreensão contra Aécio Neves
    Continuação de inquérito contra Aécio Neves é autorizada por Gilmar Mendes
    ‘Um golpista na praia’: vídeo de Aécio sendo hostilizado no Leblon viraliza na Internet
    Tags:
    PSDB, Câmara dos Deputados, Sérgio Machado, Aécio Neves, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik