07:33 31 Maio 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    28185
    Nos siga no

    O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva falou na noite desta sexta-feira (10) para uma multidão na avenida Paulista, durante a manifestação contra governo Temer. O ex-presidente criticou o governo provisório e o processo de impeachment contra Dilma Rousseff.

    "Temer, você é um advogado constitucionalista. Você sabe que não agiu corretamente assumindo a presidência. Por favor, permita que o povo retome o governo com a Dilma e dispute eleições em 2018 para ver se você vai ser presidente". 

    A política externa do novo governo também foi muito criticada. Lula citou uma entrevista na qual o atual chanceler dizia que o Brasil não deveria se meter nas coisas de país de primeiro mundo e se contentar com seu papel de país pobre, atrasado. "Não podemos ter esse complexo de vira-lata. Aprendi com minha mãe analfabeta a andar de cabeça erguida. O que faz você ser respeitado não é ser grande ou ser rico". 

    O ex-presidente lembrou que fortaleceu o Ministério Público, a Polícia Federal, deu recursos, autonomia e respeito às instituições, mas que não podemos aceitar que essas instituições sejam partidarizadas. Disse ainda que tem paciência e, em tom de desafio, disse que quer ver uma prova qualquer de desvio em suas contas. Lula criticou ainda a condenação midiática, sem respaldo em provas. Disse que hoje as pessoas preferem condenar não na Justiça, mas numa manchete de jornal. E desabafou: "Quem não morreu de fome até os cinco anos onde eu vivi e venceu a fome não tem medo de nada. Quanto mais eles me provocarem, mais eu corro o risco de ser candidato à Presidência em 2018"

    Confira o discurso na íntegra, disponibilizado pelo Instituto Lula:

    Tags:
    Luiz Inácio Lula da Silva, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar