10:22 27 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    224
    Nos siga no

    A defesa da presidenta Dilma Rousseff protocolou nesta terça-feira (7) no Palácio do Planalto uma comunicação ao presidente provisório Michel Temer de que as viagens dela serão feitas “por meio de aviões de carreira ou por via terrestre”, informou Agência Brasil.

    Segundo o comunicado da presidenta, “quaisquer situações que violem a segurança pessoal” dela serão de responsabilidade “exclusiva e pessoal” da presidência em exercício e do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência (GSI).

    Na segunda-feira (6), o Planalto negou pedido de Dilma para se deslocar a Campinas com avião da Força Aérea Brasileira (FAB). A solicitação foi a primeira recusada após parecer da Casa Civil que limitou a autorização para deslocamentos de Dilma em aeronaves da FAB somente entre Brasília e Porto Alegre, cidade onde mora sua família.

    Segundo Dilma Rousseff, a negativa a obrigará a realizar os deslocamentos em voos comerciais ou por meio de transporte terrestre, “apesar do óbvio comprometimento da sua segurança pessoal”.

    Mais:

    Comissão do Impeachment no Senado mantém prazo de 15 dias para defesa de Dilma
    Dilma irá processar O Globo e Merval Pereira por calúnia
    Dilma, em ato no Rio, condenou cultura de estupro e criticou o governo provisório
    Dilma, no Rio de Janeiro, participa do ato Marcha das Mulheres pela Democracia
    Tags:
    Brasil, Dilma Rousseff, Michel Temer, Força Aérea Brasileira (FAB)
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar