00:47 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio

    Roberto Freire e o aumento dos servidores: ‘Setores do outro Governo vão reduzir pressões’

    Brasil
    URL curta
    501
    Nos siga no

    Setores da grande mídia registraram o desconforto de alguns líderes partidários da base aliada do Presidente Michel Temer em orientar seus liderados a votar favoravelmente pela aprovação do pacote de aumentos salariais aos servidores da União. O pacote bilionário foi aprovado numa longa sessão encerrada na madrugada da quinta-feira, 2.

    Os aumentos foram aprovados pela Câmara Federal e agora serão votados pelo Senado Federal. O desconforto de alguns líderes partidários se deveu ao fato de que apenas um dia antes os deputados haviam aprovado a DRU, Desvinculação das Receitas da União, liberando as verbas das despesas obrigatórias referentes às dotações para Saúde e Educação e para o pagamento dos salários e benefícios dos funcionários federais.

    O Deputado Roberto Freire (PPS-SP) comentou a questão para a Sputnik Brasil:

    “De fato, alguns parlamentares entenderam que houve falta de timing, de senso de oportunidade por parte do Presidente Michel Temer ao pedir ao Congresso autorização para conceder este pacote de aumentos. Por outro lado, temos de considerar os benefícios que este pacote vai gerar. As pressões de alguns setores da sociedade contra o Governo poderão se acalmar, e os servidores verão que suas reivindicações estão sendo atendidas. Além disso, a opinião pública, de modo geral, está apoiando os atos do Presidente Michel Temer.”

    Entre os ganhos desta medida, Roberto Freire cita:

    “Setores aparelhados pelo outro Governo vão acalmar as pressões ao ver que toda a sua campanha foi ou está sendo atendida. Além disso, estes gastos tinham previsão no Orçamento Geral da União e o que o presidente fez foi tão-somente pedir autorização ao Congresso Nacional para executá-los, tudo na forma da lei.”

    Para o Deputado Roberto Freire, a sociedade não deve se preocupar em relação a estes aumentos de gastos com pagamento de pessoal:

    “Talvez não tenha sido mesmo o melhor momento político para a concessão destes aumentos, mas eu tenho certeza de que o Senado está atento a este quadro e, se detectar excessos nas medidas aprovadas pela Câmara dos Deputados, saberá onde e como cortá-los.”

    Mais:

    Comissão quer reduzir prazo de defesa de Dilma e agilizar decisão do impeachment
    Advogado de Dilma entrega ao Senado sua defesa no processo de impeachment
    Tags:
    gastos, aumento, impeachment, PPS, Senado Federal, Câmara Federal, Michel Temer, Roberto Freire, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar