13:34 21 Fevereiro 2018
Ouvir Rádio
    Parlamentares e representantes femininas realizam protesto pedindo o fim da cultura do estupro, no Congresso Nacional

    Vítima de estupro coletivo no Rio entra para programa de proteção

    Lula Marques/ Agência PT
    Brasil
    URL curta
    Estupro coletivo no Rio de Janeiro (15)
    431

    A adolescente de 16 anos que há cerca de 10 dias sofreu um estupro por mais de 30 homens, na Zona Oeste do Rio, foi incluída no Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte junto com os pais, a avó e o filho de 3 anos.

    De acordo com a Agência Brasil, a informação foi prestada nesta terça-feira (31) pelo secretário de estado de Assistência Social e Direitos Humanos do Rio, Paulo Mello. Segundo ele, os trâmites foram feitos hoje (31) e que a adolescente pode até mudar de nome.

    “Deve ganhar nova identidade, dependendo do grau, porque aí é o programa em nível federal que vai analisar isso. Acho que o correto seria [isso]” – disse Mello.

    O programa federal que dará proteção à adolescente foi criado em 2003 e tem gestão conjunta com os estados e organizações não governamentais (ONGs). Mello explicou que o contato da secretaria com a jovem terminará quando ela for entregue à ONG que ficará responsável por sua proteção, passando a gerenciar a vida da adolescente junto com a sua família.

    O secretário disse ainda que conversou pessoalmente por mais de uma hora com a jovem, sendo informado sobre todas as ameaças que ela vem recebendo pela internet, inclusive de outros locais do país.

    “Acho que ela tem medo de tudo. Foi o que eu disse ontem para ela, que tem 16 anos. É uma criança, mãe de um garoto de 3 anos, que ela levou ontem lá. Essa garota tem tudo para começar uma nova vida. Com absoluta certeza, ela não vai ter recomeço se continuar aqui” – disse o secretário.

    Tema:
    Estupro coletivo no Rio de Janeiro (15)

    Mais:

    Estupro coletivo: socióloga aponta contradições da sociedade brasileira
    Estupro coletivo: especialista aponta comportamento cínico da sociedade
    Três Comissões da OAB acompanham o caso da adolescente vítima de estupro coletivo
    'Houve estupro sim', afirma delegada no caso que envolve jovem, de 16 anos no Rio
    Tags:
    Programa de Proteção a Crianças e Adolescentes Ameaçados de Morte, programa de proteção, estupro, estupro coletivo, vítima, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik