05:04 05 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    403
    Nos siga no

    O presidente interino Michel Temer sancionou sem nenhum veto o projeto de lei que altera a meta fiscal de 2016 e prevê um déficit primário de até R$ 170,5 bilhões. A medida foi publicada nesta sexta (27) no Diário Oficial da União.

    “A elaboração e a aprovação do Projeto de Lei Orçamentária de 2016, bem como a execução da respectiva lei, deverão ser compatíveis com a obtenção da meta de déficit primário para o setor público consolidado não financeiro de R$ 163.942.000.000,00, sendo a meta de déficit primário dos orçamentos Fiscal e da Seguridade Social da União de R$ 170.496.000.000,00, e R$ 0,00 para o Programa de Dispêndios Globais”, diz o texto sancionado.

    A nova meta fiscal, votada na terça (24) em sessão do Congresso Nacional sem ter passado por votação prévia na Comissão de Orçamento, é alvo de críticas por parte da oposição, que afirma que a aprovação da medida constitui a passagem de um “cheque em branco” para “pagar a conta do impeachment”


    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)

    Mais:

    Aprovação de nova meta fiscal no Congresso foi uma 'bela vitória', diz Michel Temer
    Senadores e deputados discutem consequências do novo pacote econômico de Temer
    Congresso Nacional discute revisão da meta fiscal de R$170 bi defendida por Temer e Jucá
    Oposição: aprovar nova meta fiscal é dar um cheque em branco para pagar impeachment
    Temer é vaiado ao entregar ao Senado proposta de revisão da meta fiscal
    Tags:
    golpe, impeachment, rombo, meta fiscal, Comissão de Orçamento, déficit primário, Projeto de Lei Orçamentária de 2016, Congresso Nacional, Michel Temer, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar