21:16 03 Abril 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    11102
    Nos siga no

    O ex-presidente José Sarney (PMDB) prometeu ajudar o ex-presidente da Transpetro e ex-senador Sérgio Machado a se livrar da possibilidade de ter seu caso na Lava Jato investigado pelo juiz Sérgio Moro, segundo revela um novo áudio publicado pela Folha nesta quarta-feira (25).

    Segundo a publicação, Sarney foi gravado pelo próprio Machado, cuja delação premiada foi homologada ontem (24) à noite pelo ministro Teori Zavascki do Supremo Tribunal Federal (STF).

    Segundo a Época, Sarney disse a amigos que se sentia “traído” pelo ex-presidente da Transpetro, que também gravou conversas com o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB), e com o agora exonerado ministro interino do Planejamento, Romero Jucá (PMDB). 

    Na conversa gravada, Sarney se mostra preocupado com uma eventual delação de Machado e afirma: “Nós temos é que fazer o nosso negócio e ver como é que está o teu advogado, até onde eles falando com ele em delação premiada. (…) Mas nós temos é que conseguir isso [o pleito de Machado]. Sem meter advogado no meio”.


     

    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)

    Mais:

    Congresso Nacional discute revisão da meta fiscal de R$170 bi defendida por Temer e Jucá
    Vice-líder do PT diz que conversas de Jucá mostram ilegalidade do impeachment
    Tags:
    investigações, Operação Lava Jato, Sérgio Moro, Sérgio Machado, José Sarney
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar