18:24 22 Outubro 2020
Ouvir Rádio

    Parlamentares: Escuta em gabinete de ministro do STF é fato gravíssimo

    Brasil
    URL curta
    24142
    Nos siga no

    A divulgação da descoberta, pelo Departamento de Segurança do Supremo Tribunal Federal, de um aparelho de escuta no gabinete do Ministro Luís Roberto Barroso causou grande repercussão no mundo jurídico, na sociedade em geral e no Congresso Nacional.

    Parlamentares consideraram a questão como gravíssima e o próprio ministro classificou o ato como de extrema ousadia.

    O Deputado Federal Paulo Pimenta (PT-RS) disse que o episódio precisa ser apurado com rigor:

    “Trata-se de fato extremamente grave, que exige apuração rigorosa que permita identificar quem está por trás desta escuta e com que objetivos mandou instalá-la no gabinete do Ministro Luís Roberto Barroso”, diz Pimenta. “Trata-se de um ministro que tem se notabilizado pelas suas posições progressistas e pelas suas decisões muito serenas. É preciso saber quem produziu esta forma de constrangimento contra o ministro e aplicar os devidos procedimentos legais aos responsáveis pela escuta clandestina.”

    Já para o Deputado Federal Marcus Pestana (PSDB-MG), a questão, sob todos os aspectos, deve ser interpretada como da maior gravidade:

    “É inadmissível que alguém articule uma trama desta natureza contra um ministro do Supremo Tribunal Federal”, comenta o parlamentar. “É lamentável que a tecnologia e os recursos eletrônicos sejam colocados a serviço de interesses escusos e abomináveis. Não é possível admitir tamanho desrespeito como este praticado contra o Ministro Luís Roberto Barroso, e é preciso descobrir, urgentemente, quem determinou esta escuta, com quais objetivos, e punir tais pessoas na forma da lei.”

    De acordo com o Supremo Tribunal Federal, o aparelho de escuta foi descoberto numa operação de varredura efetuada no gabinete de Luís Roberto Barroso em 11 de abril. O equipamento estava desativado e foi encontrado sob uma caixa, embaixo da mesa utilizada pelo ministro.

    Ao comentar esta descoberta, Luís Roberto Barroso desabafou:

    “Do ponto de vista institucional, é um fato gravíssimo. Uma ousadia, uma desfaçatez alguém colocar um aparelho de escuta no gabinete de um ministro do Supremo – tenha sido no meu, ou que estivesse aí desde muito antes, o que não se sabe. Agora, do ponto de vista pessoal, estou totalmente tranquilo e confortável, aqui é um espaço totalmente republicano.”

    Tags:
    gabinete de ministros, escuta telefônica, STF, PSDB, PT, Luís Roberto Barroso, Marcus Pestana, Paulo Pimenta, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar