19:55 05 Junho 2020
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    17121
    Nos siga no

    Pequim espera a situação atual seja racionalmente regulada e que o Brasil esteja estável, mesmo depois da aprovação do procedimento de impeachment da presidente Dilma Rousseff pelo Senado na quinta-feira, comunica nesta sexta (13) o representante oficial do Ministério das Relações Exteriores chinês, Lu Kang.

    “Acompanhamos atentamente a situação no Brasil. Esperamos que todos os lados  possam regular racionalmente a situação atual, garantam a estabilidade política e o desenvolvimento econômico-social do país. Se sabe que existem relações da parceria estratégica multilaterais entre a China e o Brasil. Damos grande importância ao desenvolvimento das nossas relações”, disse Lu Kang durante o briefing de hoje, comentando a situação no Brasil.

    Michel e Marcela Temer na cerimônia de posse da presidenta Dilma Rousseff
    José Cruz/Agência Brasil/FotosPúblicas
    O representante oficial da chancelaria da China manifestou confiança de que as relações de amizade e a cooperação mutuamente vantajosa entre os países continuarão sendo desenvolvidas.

    Em 12 de maio o Senado Federal aprovou no âmbito de votação o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff com 55 votos positivos e 22 negativos, após 21 horas de sessão.

    Em resultado, Dilma é temporariamente afastada do seu cargo. A partir de agora as funções de presidente serão executadas pelo vice-presidente Michel Temer. Se, depois de 180 dias, o julgamento contra a presidente não estiver concluído, ela retomará o seu cargo.

    Mais:

    Mudanças na chefia do Brasil: ministros do governo de Temer
    ONU: Brasil e Rússia em recessão, enquanto o crescimento global segue lento
    Tags:
    amizade, briefing, cooperação bilateral, impeachment, Senado Federal, Ministério das Relações Exteriores, Lu Kang, Dilma Rousseff, China, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar