00:12 26 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    402
    Nos siga no

    O presidente do Senado Renan Calheiros (PMDB-AL) divulgou na noite desta quinta-feira (11) uma nota à imprensa afirmando que se isentará completamente do processo de escolha de autoridades para o governo de Michel Temer, que na tarde de hoje assumiu o cargo de presidente interino do país.

    A nota foi divulgada através Agência Senado. A seguir, o seu conteúdo na íntegra:

    "Em face das especulações, informo de maneira pública e oficial que não irei indicar, sugerir, endossar, recomendar e nem mesmo opinar sobre a escolha de autoridades no governo do Presidente Michel Temer.

    Independentemente de sermos do mesmo partido e das convergências em nome do Brasil, tive a oportunidade de externar ao Senhor Presidente da República que a indicação de nomes é incompatível com a independência entre os Poderes da República.

    Nos dois encontros que mantivemos defendi, como já o fiz publicamente, que minha contribuição se dará a partir de agendas e programas. Essa é a melhor maneira de colaborar para superarmos a grave crise atual.

    Senador Renan Calheiros

    Presidente do Congresso Nacional​"

    Mais cedo, Temer divulgou os nomes que formarão a equipe de seu governo. No total, serão 21 ministérios, segundo divulgou a assessoria de imprensa da Vice-Presidência.

    Tema:
    Brasil entre Temer e Dilma (110)
    Tags:
    nomes, indicação, governo, Michel Temer, Renan Calheiros
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar