00:34 18 Outubro 2019
Ouvir Rádio
    Presidente do PPS, Roberto Freire discursa em ato no Sindicato dos Trabalhadores nas Indústrias da Construção Civil
    Rovena Rosa/ Agência Brasil

    Roberto Freire: “Tudo indica que afastamento de Dilma Rousseff será definitivo”

    Brasil
    URL curta
    14410
    Nos siga no

    O presidente nacional do PPS, Roberto Freire, avalia que a Presidenta Dilma Rousseff não tem mais condições políticas de reassumir o Governo.

    Ao falar à Sputnik  Brasil sobre o resultado da votação no Senado Federal que determinou o afastamento da presidente (55 votos favoráveis, contra 22), Roberto Freire opinou:

    “Por enquanto, o afastamento é provisório e tem prazo máximo de 180 dias para que Dilma seja julgada pelo Senado. Mas, pelo que se viu na votação desta quinta-feira, 12 de maio, dificilmente ela retorna ao poder. O Brasil estava precisando desta mudança, e ela aconteceu.”

    Na entrevista, Roberto Freire destacou que o processo de impeachment é plenamente constitucional:

    “O impeachment aparece pela primeira vez no cenário jurídico do Brasil na primeira Constituição Republicana, de 1891. Ele foi concebido como um instrumento legal para afastar do poder presidentes que cometam crimes de responsabilidade. Então, não cabe falar em golpe. No caso do Brasil atual, era necessário mudar devido aos crimes cometidos, aos erros cometidos pelos Governos de Dilma e Lula e pelo quadro atual do país, em que 11 milhões de pessoas estão desempregadas, indústria e comércio estão fechando portas e postos de trabalho e a economia está se desmontando.”

    Roberto Freire, cujo partido terá uma única pasta no Governo Michel Temer – o Ministério da Defesa, comandado pelo Deputado Raul Jungmann –, disse ainda que o PPS não reivindicou cargos no Governo:

    “Nosso dever é apoiar o Presidente Michel Temer. Em momento algum pedimos cargos ou fizemos indicações. Se o presidente entendeu que deveria convocar este excelente quadro que é Raul Jungmann, foi uma atitude inteiramente espontânea de sua parte. Por sinal, Raul Jungmann foi ministro da Reforma Agrária de Fernando Henrique Cardoso e prestou relevantes serviços ao Brasil.”

     

    Mais:

    Brasileiros se reúnem em Lisboa para acompanhar impeachment e debater futuro do país
    PT emite nota de repúdio à admissão do impeachment
    Senado aprova parecer do impeachment, Dilma é afastada do cargo
    Tags:
    governo, impeachment, PPS, Senado Federal, Ministério da Defesa, Raul Jungmann, Roberto Freire, Michel Temer, Dilma Rousseff, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar