15:36 25 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Comissão do impeachment no Senado

    Comissão do impeachment: Relatório não influencia o voto dos senadores

    Marcos Oliveira/Agência Senado
    Brasil
    URL curta
    201

    Sociólogo, coordenador do Cebri e professor do Ibmec-Rio comenta a sessão da Comissão Especial do Impeachment no Senado.

    O sociólogo Leonardo Paz, coordenador de Estudos e Debates do Cebri – Centro Brasileiro de Relações Internacionais e professor do Ibmec, Rio de Janeiro, não crê que o relatório do Senador Antônio Anastasia possa influenciar o voto dos senadores da Comissão Especial do Impeachment. “Se algum senador ou senadora modificar a sua opinião em relação ao processo é porque outros fatores influenciaram na decisão”, diz Paz.

    “Quanto ao relatório em si, não vejo como o documento poderá influenciar os parlamentares. Quando foi anunciada a escolha de Antônio Anastasia para relator do processo de impeachment, já se sabia previamente como ele iria se posicionar. Talvez ele tenha surpreendido pelo fato de ter incluído a recomendação de que outras questões pertinentes à Presidenta Dilma Rousseff devam ser consideradas.”

    Leonardo Paz conclui:

    “Na Câmara dos Deputados, o que se votou foi se Dilma cometeu (ou não) crime de responsabilidade pelas chamadas pedaladas fiscais. Para Anastasia, os senadores devem ir além e considerar outras condutas da presidente da República, que, em sua opinião, foram contrárias à legislação. De modo que o relatório, por si só, pouco influenciará sobre a consolidação do voto de cada integrante da Comissão.”

    Mais:

    Comissão do Senado vota relatório do impeachment
    Resenha: A marcha do impeachment no Senado
    José Eduardo Cardozo diz que processo de impeachment contra Dilma parece caça às bruxas
    Tags:
    crime de responsabilidade, golpe de Estado, impeachment, Ibmec, Cebri, Leonardo Paz Neves, Antonio Anastasia, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar