09:12 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Advogada Janaína Paschoal depõe na comissão especial do Senado que analisa pedido de impeachment de Dilma Rousseff

    Autora do pedido de afastamento de Dilma defende, sem querer, impeachment de Temer

    Fabio Rodrigues Pozzebom/ Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    401012131

    A advogada Janaína Paschoal, que assina a autoria do pedido de afastamento da Presidenta Dilma Roussefff, defendeu sem querer, na madrugada desta sexta-feira (29), os motivos que também deveriam resultar num eventual impeachment do vice-presidente Michel Temer.

    Durante a sessão dedicada a ouvir os denunciantes na comissão especial do Senado, o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) apresentou uma edição de decretos de créditos suplementares assinados pela Presidência sem a autorização do Congresso Nacional, e pediu, em seguida, a opinião de Janaína sobre essas ações.

    A jurista, sem saber que esses decretos haviam, na verdade, sido assinados por Michel Temer, tipificou as atitudes descritas como crime de responsabilidade e defendeu que os mesmos devem ser punidos com impeachment.

    "Vossa senhoria acaba de expor as razões porque também será necessário pedir o impeachment do vice-presidente Michel Temer. Porque a relação do que eu descrevi agora há pouco, foram atos cometidos pelo vice-presidente Michel Temer" – disse Randolfe após ouvir a opinião da jurista.

    O senador destacou ainda, que os decretos assinados pelo vice, em 2015, "apresentaram volume três vezes superior aos decretos assinados pela Presidenta Dilma". "Foram quatro decretos editados neste ano [2015]: um em 26 de maio, liberando 7,28 bilhões, e três em 7 de julho, que abriram crédito suplementar de pouco mais de 3 bilhões" – explicou.

    Constrangida, Janaína tentou se justificar e relativizar a sua opinião, já que mais cedo, na mesma sessão, ela havia dito não haver motivos suficientes para pedir o afastamento de Temer. Segundo ela, os atos do vice não configuram crime pelo fato de os decreto descritos por Randolfe terem sido assinados somente por conta da ausência da presidenta, "por delegação".

    Tags:
    afastamento, comissão especial, impeachment, Senado, Randolfe Rodrigues, Michel Temer, Dilma Rousseff, Janaína Paschoal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik