13:46 25 Junho 2019
Ouvir Rádio
    Eduardo Paes, prefeito do Rio de Janeiro.
    Estadão Conteúdo / Renato S. Cerqueira

    Prefeito do Rio detalha plano operacional para os Jogos Olímpicos

    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    0 01

    Celebrando a marca de 100 dias para a abertura dos Jogos Olímpicos no Rio de Janeiro, o prefeito da cidade, Eduardo Paes, apresentou em coletiva à imprensa, nesta quarta-feira (27), os detalhes do plano operacional para os dias do evento esportivo.

    Paes afirmou que o momento atual é de desafios, com a entrega de obras e serviços, mas que a Prefeitura tem condições financeiras para cumprir o cronograma. O prefeito do Rio, que é do PMDB, ainda analisou que a atual crise político-econômica atrapalha, mas, até agora, não afetou diretamente a organização dos Jogos Rio 2016, pois todos os políticos sabem da importância do evento para o país.

    “Eu tenho dito desde o início desse ambiente político-econômico muito ruim que as Olimpíadas não seriam afetadas por isso. Algumas razões me levavam a crer nisso. Primeiro porque, independente de colorações partidárias, diferenças políticas e ideológicas, 'é golpe', 'não é golpe', 'impicha' ou 'não impicha', eu acho que todos os homens e mulheres públicos brasileiros têm a exata noção da importância desse evento. A Presidenta Dilma, ao longo desses anos, colaborou muito nesse processo. Tenho certeza que todos os atores políticos têm essa visão acerca da importância das Olimpíadas darem certo”.

    Sobre o andamento das obras, Eduardo Paes disse que todas estão praticamente concluídas. A mais atrasada seria a do Velódromo, que está 85% concluída. Ele ressaltou que agora a preocupação não é mais com as obras, mas, sim, com toda a estratégia de ação operacional da cidade.

    O prefeito do Rio anunciou mais um feriado, no dia 22 de agosto, que será a data de retorno da Família Olímpica, quando são esperados 100 mil embarques no Aeroporto Internacional Tom Jobim. Além disso também serão feriados na cidade os dias 5 de agosto, quando haverá a cerimônia de abertura dos Jogos, no estádio do Maracanã, e 18 de agosto, dia da prova de Triatlo.

    Comentando a queda de parte da Ciclovia Tim Maia, no último dia 21, Paes disse que, apesar de não ser uma obra olímpica, a construção é muito simbólica para a cidade. Ao ser questionado sobre a reconstrução da via antes dos Jogos, ele não garantiu que isso será possível, pois vai aguardar a conclusão da perícia, que sai em 30 dias, para conhecer as causas do acidente e decidir como a Prefeitura deverá agir.

    Com respeito à decisão de suspender os pagamentos e proibir o consórcio que fez a ciclovia de entrar em novos processos de licitação, o prefeito explicou que essa foi uma medida preventiva.

    “Até que você tenha a identificação clara do responsável e do problema que ocasionou aquela tragédia, especular e apontar nomes é ruim. Está claro que teve um problema de projeto ou um problema de execução, ou os dois juntos. Nós vamos aguardar esse laudo, que inclusive vai ser o instrumento que o município vai se utilizar para agir. Nós tomamos uma decisão, eu não poderia declarar a empresa idônea, porque eu não sei de fato se ela é culpada por ter feito mal um projeto executivo. Vontade não falta, mas tenho que respeitar a lei. O que fizemos foi suspender a possibilidade de essa empresa participar de processos licitatórios da Prefeitura até que essa apuração nossa seja concluída. Foi uma medida preventiva”.

    Nesta quarta-feira (27), a chama Olímpica foi recebida oficialmente pelo Brasil, em uma cerimônia em Atenas, na Grécia. Na próxima terça-feira, dia 3 de maio, o símbolo Olímpico chegará ao Brasil para percorrer mais de 300 cidades no revezamento da Tocha, até o dia 4 de agosto, quando chegará ao Rio de Janeiro.

    De acordo com o Prefeito Eduardo Paes, após a cerimônia no estádio do Maracanã, a pira Olímpica vai ficar exposta na região portuária do Rio, durante o período dos Jogos. Paes anunciou a novidade devido a limitações no Maracanã, mas disse que será algo positivo, pois democratiza o acesso à pira. A ideia da Prefeitura é transformar a Zona Portuária da cidade em um boulevard olímpico, com atividades culturais e a instalação de telões, para a transmissão das competições.

    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Em meio a fracasso de vendas, polícia confisca mais de 700 ingressos para as Olimpíadas
    Plano de segurança das Olimpíadas destaca centro de combate a terrorismo
    Tóquio divulga novo logotipo dos Jogos Olímpicos de 2020 após incidente com plágio
    Mais de 1 milhão de ingressos à venda para os Jogos Olímpicos Rio 2016
    Justiça autoriza CPI na Câmara a investigar gastos com os Jogos Olímpicos Rio 2016
    Tags:
    ciclovia, tocha, Jogos Olímpicos, PMDB, Eduardo Paes, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar