07:37 23 Janeiro 2020
Ouvir Rádio

    Aeroportos brasileiros vão ter funcionamento especial durante Jogos Olímpicos

    Brasil
    URL curta
    Rio 2016 (253)
    511
    Nos siga no

    Os Jogos Olímpicos e Paralímpicos vão alterar o sistema aéreo brasileiro, particularmente no Rio de Janeiro. No esquema especial, o Aeroporto Santos Dumont vai funcionar em horário estendido entre 3 e 23 de agosto e contar com voos durante a madrugada. As Olimpíadas vão de 5 a 21 de agosto, e as Paralimpíadas, de 7 a 18 de setembro.

    O Aeroporto Santos Dumont, entre os dias 8 e 18 de agosto, vai ficar fechado entre 12h40min e 17h10min, por causa das competições de vela na Baía de Guanabara. A medida atende a um pedido do Comitê Olímpico Internacional (COI), para não prejudicar a gravação e a transmissão das provas da modalidade. No entanto, o Santos Dumont vai continuar abrindo às 6h para voos comerciais, mas, durante os Jogos vai funcionar até as 23h59min, ao invés de fechar às 22h30min.

    Os voos executivos e os táxis aéreos poderão pousar e decolar também durante a madrugada no período com horário estendido.

    O secretário-executivo da Secretaria de Aviação Civil, Guilherme Ramalho, explicou que estender o horário de funcionamento no Santos Dumont tem como objetivo principal compensar o tempo que o Aeroporto vai ficar fechado para as provas de vela, além de aumentar a capacidade operacional do Santos Dumont para não sobrecarregar o Aeroporto Internacional Tom Jobim.

    Guilherme Ramalho ressaltou ainda que a operação de voos executivos durante a madrugada reduz os riscos de atentados terroristas durante os Jogos, pois nesse horário há menor aglomeração de pessoas circulando pelo terminal. “Obviamente, todos os nossos órgãos responsáveis pela segurança estarão atentos e funcionando durante a Olimpíada. Será um momento de grande atenção internacional para o Brasil.”

    Os Aeroportos Santos Dumont e Internacional Tom Jobim devem ser os terminais mais impactados durante os Jogos em todo o Brasil, mas haverá fluxo também em outras cinco cidades que vão receber as partidas de futebol. Guilherme Ramalho ressaltou que todas as intervenções nos terminais estão quase prontas, e dentro do cronograma planejado para a Rio 2016.

    “Os preparativos estão praticamente finalizados. As obras no Santos Dumont concluídas, as obras do Galeão em fase de retoque final para a inauguração no dia 10 de maio. E, do ponto de vista operacional, fizemos um planejamento com dois anos de antecedência. Divulgamos uma primeira fase do planejamento já em setembro de 2015, temos realizado eventos simulados, temos todas as salas operacionais, os órgãos integrados, e estamos prontos para a operação.”

    A expectativa da Secretaria de Aviação Civil é de que haja uma movimentação de mais de um milhão de pessoas nos aeroportos brasileiros durante os Jogos Olímpicos e Paralímpicos, e que a ampliação do horário de funcionamento no Santos Dumont aumente a movimentação diária da aviação comercial em 34 voos, e a da aviação geral e executiva em 180 movimentos de embarque e desembarque no terminal.

    Tema:
    Rio 2016 (253)

    Mais:

    Irmão de homem-bomba de Bruxelas quer disputar Jogos Olímpicos
    Crise financeira provoca cortes na segurança do Rio às vésperas dos Jogos Olímpicos
    Força Nacional atuará no Rio de Janeiro em eventos-teste para os Jogos Olímpicos
    Dilma: zika não compromete Jogos Olímpicos no Rio
    Comitê Rio 2016 nega risco de infestação de Aedes Aegypti durante Jogos Olímpicos
    Infectologista: grande fluxo de pessoas nos Jogos Olímpicos pode disseminar zika no mundo
    Tags:
    aeroportos, Jogos Olímpicos, COI, Rio de Janeiro, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar