21:04 22 Abril 2019
Ouvir Rádio
    Turistas argentinos em Brasília durante a Copa do Mundo FIFA de 2014
    Valter Campanato/ Agência Brasil

    Brasil e Argentina investem no turismo bilateral para reaquecer suas economias

    Brasil
    URL curta
    231

    Nos últimos 2 anos, dos 5 milhões de visitantes estrangeiros que o Brasil recebeu mais de 29% eram argentinos. E a Argentina também é uma preferência dos brasileiros. Com isso, os Governos dos dois países vêm investindo no aumento do turismo bilateral.

    Somente em 2014, 1,7 milhão de turistas argentinos escolheram como destino o Brasil. Segundo dados do Ministério do Turismo, a passagem dos argentinos por aqui gerou um lucro de US$ 1,6 bilhão para o Brasil.

    De acordo com o presidente da Embratur – Empresa Brasileira de Turismo, Vinicius Lummertz, por acreditar num aumento ainda maior na vinda de turistas da América Latina para o Brasil, o Governo está investindo em campanhas para  estimular que os visitantes venham para o Brasil o ano inteiro e não só nas altas temporadas.

    “Nesse momento nós temos uma campanha no ar não só na Argentina mas em 6 países da América Latina, porque o Chile subiu muito também. O Chile é o terceiro maior emissor de turistas para o Brasil. O primeiro é a Argentina, depois os Estados Unidos, de quem nós estamos tirando os vistos agora, e depois o Chile.”

    Segundo o embaixador do Brasil em Buenos Aires, Éverton Vieira Vargas, os laços culturais entre os dois países são um dos principais fatores de os turistas argentinos se interessarem pelo Brasil.

    “Nós temos hoje várias capitais brasileiras que estão conectadas por via aérea direta a Buenos Aires e a outras cidades argentinas. Temos hoje para as principais capitais do Nordeste – Salvador, Recife, Fortaleza, Natal – voos diretos partindo de Buenos Aires, além de voos de Córdoba e Mendoza diretamente a São Paulo. Isso significa maior fluidez de turismo, maior fluidez nos contatos de negócios e oportunidades para maior interação entre ambas as sociedades.”

    O presidente da Embratur acredita ainda que, com a isenção de visto para turistas estrangeiros durante os Jogos Olímpicos de 2016, a partir de agosto, no Rio de Janeiro, poderá aumentar o fluxo de turistas ao país, e também  alavancar mais investimentos em infraestrutura para o Brasil.

    Vinicius Lummertz alerta que os recursos estão disponíveis no Brasil, mas as dificuldades de licenciamento e a burocracia jurídico-legal sacrificam a velocidade dos empreendimentos. Ele ressalta que as concessões de aeroportos aumentaram a competitividade do turismo brasileiro no mundo, pois abriram mais possibilidades para voos diretos e conectividades em toda parte do país, aumentando o fluxo de visitantes, Mas é preciso desburocratizar mais o processo, porque os investidores desses países acompanham o fluxo dos seus turistas.  

    Mais:

    Vitória de Mauricio Macri na Argentina divide opiniões no Senado brasileiro
    Opinião: Argentina se aproxima da política de desenvolvimento dos BRICS
    Tags:
    turismo, Embratur, Vinicius Lummertz, Chile, América Latina, EUA, Buenos Aires, Argentina, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar