02:58 23 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Linhas de transmissão

    Governo espera economia de R$ 7 bilhões com horário de verão 2015-2016

    Marcos Santos / USP Imagens
    Brasil
    URL curta
    Geórgia Cristhine
    333112

    Começa no domingo, dia 18, o horário de verão 2015. Até o dia 21 de fevereiro de 2016, o Distrito Federal e mais dez Estados devem adiantar os relógios em uma hora. O Governo espera fazer uma economia de R$ 7 bilhões, e a população brasileira deixará de consumir 2.610 megawatts neste período.

    Segundo o Governo, a economia esperada também se reflete no valor dos investimentos que precisariam ser feitos no sistema elétrico, caso o horário de verão não fosse adotado.

    A medida tem como objetivo aproveitar a luz do sol durante o dia e estimular o uso adequado da energia elétrica para reduzir os gastos nos horários de pico entre 18h e 21h.

    De acordo com o secretário-executivo do Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Barata, com o horário de verão a demanda cai em média 4,5%, e com isso o país não sofre as consequências de um apagão por conta da sobrecarga na rede durante a estação mais quente do ano e em que a população faz o uso de eletricidade no mais alto consumo.

    “Para este ano é esperada uma economia de 4,5% da demanda na ponta, e em termos de energia uma redução de 0,5%. Isso significa dizer que realmente é um benefício para o país e para o setor a utilização do horário de verão.”

    A meta estipulada pelo Ministério de Minas e Energia é economizar energia suficiente para manter, por exemplo, o equivalente ao consumo mensal de uma cidade do porte de Brasília, que tem 2,8 milhões de habitantes.

    Tags:
    energia elétrica, horário de verão, economia, Ministério de Minas e Energia, Luiz Eduardo Barata, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik