21:42 26 Junho 2019
Ouvir Rádio
    A baía de Guanabara, Rio de Janeiro

    Agronegócio segue crescendo: saldo de US$ 6,29 bilhões em setembro

    © AFP 2019 / VANDERLEI ALMEIDA / AFP
    Brasil
    URL curta
    340

    O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento divulgou nesta terça-feira (13) que o agronegócio brasileiro teve saldo comercial de US$ 6,29 bilhões em setembro, resultado de vendas externas equivalentes a US$ 7,24 bilhões, ante compras de apenas US$ 954,93 milhões.

    De acordo com a Secretaria de Relações Internacionais do ministério, a participação dos produtos do agronegócio no total das exportações brasileiras aumentou de 42,3%, em setembro de 2014, para 44,8% no mês passado.

    A balança de setembro mostra que, pela primeira vez no ano, os cereais, farinhas e preparações ultrapassaram os embarques de café e do complexo sucroalcooleiro e ficaram entre os principais produtos no ranking brasileiro de exportações.

    As vendas externas caíram 12,7% em relação ao mesmo mês de 2014, por causa da diminuição das cotações internacionais dos principais produtos agropecuários exportados pelo Brasil. Mas as importações tiveram queda percentual ainda maior: de 33,1%.

    Os embarques do agronegócio foram liderados pelo complexo soja; carnes; produtos florestais; cereais, farinhas e preparações; e complexo sucroalcooleiro. Esses cinco segmentos responderam por 74% das vendas externas do setor, no mês passado.

    Entre os blocos comerciais, a Ásia continua sendo a principal região importadora de produtos do agronegócio brasileiro, com compras equivalentes a US$ 3,19 bilhões no mês passado, seguida pela União Europeia (US$ 1,4 bilhão). Depois, vêm o Nafta (Estados Unidos, Canadá e México) com compras de US$ 605,87 milhões, Oriente Médio (US$ 562,91 milhões), África (US$ 495,76 milhões) e Europa Oriental (US$ 228,68 milhões).

    O maior importador individual continua sendo a China, com aquisições de US$ 1,89 bilhão. O valor representou aumento de 20,7% em relação ao mesmo mês de 2014. Com isso, a participação chinesa nos embarques do agronegócio brasileiro subiu de 18,9%, em setembro de 2014, para 26,1% no mês passado, informou Agência Brasil.

    Outros países com destaque nas importações do agronegócio brasileiro foram Venezuela (US$ 225,93 milhões), +68,9%; Vietnã (US$ 201,03 milhões), +15,8%; Coreia do Sul (US$ 220,60 milhões), + 7,5%; Taiwan (US$ 128,07 milhões), +6,5%; e Itália (US$ 168,65 milhões), +3,7%.

    Tags:
    comércio exterior, exportações, agronegócio, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar