19:29 22 Novembro 2019
Ouvir Rádio
    Ministra da Agricultura, Pecuária e Abastecimento, Kátia Abreu

    Kátia Abreu: Brasil pretende rever acordos em função da implementação do TPP

    Valter Campanato/ Agência Brasil
    Brasil
    URL curta
    3213
    Nos siga no

    Brasil pretende revisar seus acordos comerciais com parceiros após a entrada em vigor do Tratado Transpacífico (TPP), disse ao Sputnik a ministra da Agricultura Kátia Abreu.

    O acordo transpacífico foi anunciado nesta segunda-feira. No seu âmbito será criada uma zona de livre comércio entre países que compões 40% da economia mundial e um terço do território terrestre. Do acordo participam: EUA, Canada, México, Perú, Chile, Japão, Malásia, Brunei, Singapura, Vietnã, Austrália e Nova Zelândia. Diversos especialistas já manifestaram opinião de que o Brasil poderá amargar prejuízos bilionários em suas exportações e produção industrial após a entrada do TPP em vigor.  

    “O TPP é muito importante para todo o mundo, mas nos coloca em uma situação, na qual devemos rever os nossos acordos comerciais. O que será feito. Precisamos encarar com seriedade esse novo acordo, ou perderemos nossas oportunidades comerciais”, disse a ministra.

    Segundo ela, o Brasil tem todas as possibilidades para desenvolver uma cooperação mais intensa com a Rússia e com a União Econômica Eurasiática (UEE). “Temos todas as possibilidades para seguir nessa direção. Rússia e Brasil são países agrários, embora atuem em áreas diferentes. Rússia produz o que é necessário para o Brasil, e a produção do Brasil é de interesse da Rússia. Todos os nossos acordos buscam avançar nessa direção”, explicou Kátia Abreu.

    O ministra especificou, entretanto, que no presente momento não há negociações em curso para criar uma zona de livre comércio com a UEE. A ministra está em Moscou para participar de fóruns de agronegócios na Rússia. 


    Mais:

    TPP: Parceria dos EUA é pequena frente à presença de China e Rússia na Ásia-Pacífico
    Oposição sul-coreana: acordo TPP pode ser um meio de conter a China
    Tags:
    comércio exterior, Acordo de Parceria Transpacífica (TPP), União Econômica Eurasiática, Kátia Abreu, Rússia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar