20:26 18 Julho 2019
Ouvir Rádio
    Floresta Amazônica.

    Noruega paga US$1 bilhão ao Brasil para desacelerar desmatamento da Amazônia

    © AFP 2019 / Raphael Alves
    Brasil
    URL curta
    10164

    A ministra do Meio Ambiente da Noruega, Tine Sundtoft, anunciou no início desta semana que Oslo transferirá antes da COP21 a última parcela do pagamento de US$ 1 bilhão feito ao Brasil para reduzir o passo do desmatamento da Amazônia.

    A COP21, Conferência das Partes das Nações Unidas para Mudanças Climáticas, será realizada entre os dias 30 de novembro e 11 de dezembro deste ano, em Paris. 

    Segundo a ministra norueguesa, o Brasil receberá antes disso a parcela final de US$100 milhões referente ao total de US$1 bilhão, na medida em que superou seu compromisso de reduzir a taxa de desmatamento da Amazônia em 75% ao longo dos últimos sete anos.

    "As conquistas do Brasil na redução do desmatamento na Amazônia são realmente impressionantes", disse Sundtoft. "Os benefícios para o clima global, para a biodiversidade e para serviços vitais do ecossistema, assim como para as pessoas que vivem dentro e fora da Amazônia, são imensuráveis", elogiou ela.

    Em 2008, a Noruega assumiu o compromisso de pagar ao Brasil US$1 bilhão até 2015, em troca de uma desaceleração na perda das áreas florestais amazônicas. A assistência financeira é feita no âmbito de um mecanismo de captação de recursos chamado Fundo Amazônia, administrado pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e elogiado pelo secretário-geral da ONU como um "um excelente exemplo do tipo de colaboração internacional necessária para garantir a sustentabilidade futura do planeta".

    Entre 1996 e 2005 — período de referência do fundo – o País perdeu 20.559km²

    de floresta amazônica. Entre agosto de 2013 e julho de 2014, ao número caiu para 4.848km².

    Mais:

    Brasil se preocupa com a ameaça de ONGs e Governos à soberania da Amazônia
    Triplo A: a nova ameaça à soberania brasileira na Amazônia
    Reforma agrária avança na Amazônia Legal: Governo vai ceder quase 13 milhões de hectares
    Força Nacional combate desmatamento na Amazônia brasileira
    Tags:
    meio ambiente, biodivesidade, clima global, sustentabilidade, ecologia, mudanças climáticas, desmatamento, COP 21, ONU, Fundo Amazônia, BNDES, Tine Sundtoft, Amazônia, Floresta Amazônica, Paris, Noruega, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik
    • Comentar