02:44 26 Setembro 2017
Ouvir Rádio
    Dilma Rousseff e Angela Merkel

    Visita de Merkel ao Brasil inaugura cooperação em tecnologia, educação e meio ambiente

    © Roberto Stuckert Filho/PR
    Brasil
    URL curta
    0 39864

    Brasil e Alemanha assinaram nesta quarta-feira(19) durante Conferência Florestas, Clima e Biodiversidade, em Brasília, três acordos de cooperação na área ambiental, que totalizam 54 milhões de euros.

    Esses acordos, firmados no contexto da visita da chanceler Angela Merkel e de sua comitiva ao Brasil, vão garantir um aporte financeiro para o Fundo Amazônia com o objetivo de apoiar atividades de fomento e de concessão de proteção ao bioma e projetos como o de redução das emissões de gases do efeito estufa.

    De acordo com o diretor do Departamento da Europa do Ministério das Relações Exteriores do Brasil, o embaixador Oswaldo Biato Júnior, a visita de Merkel tem como objetivo reforçar a longa parceria comercial entre os dois países, inaugurando também a cooperação política em tecnologia e educação, além de trazer novos investimentos.

    “Essa é uma oportunidade muito grande para nós criarmos um diálogo muito mais intenso entre os dois governos, muito mais amplo sobre uma série de temas que não vinham sendo talvez tratados nesse grau de detalhe que nós gostaríamos antes. Nós vemos isso como uma oportunidade para criar uma parceria realmente estratégia entre os dois países. Tratando de temas que vão desde a área econômica, financeira, de investimentos, passando pela área de pesquisa, educação, ciência e tecnologia e também tratando dos grandes temas internacionais dos quais estão a governança global, a questão do ambiente, o combate a fome, os objetivos do milênio, agora os objetivos do desenvolvimento sustentável. A visita tem a particularidade, que praticamente dois terços do governo da chanceler Angela Merkel estão vindo para o Brasil. Eles terão encontros com seus pares brasileiros para discutir, em detalhes e grande pormenor, todas as possibilidades de cooperação em educação, ciência e tecnologia, em comércio, finanças e desenvolvimento. A nossa expectativa é de que com isso consigamos começar uma cooperação, um diálogo muito mais extenso e avançado do que tínhamos antes, porque a Alemanha sempre foi importante no Brasil, primordialmente no lado econômico, agora nós estamos também inaugurando além dessa cooperação econômica, também uma cooperação política, científica e tecnológica, educacional”.

    Segundo Biato Júnior, muitos dos investimentos programados já estão se concretizando, com destaque para o setor automobilístico. 

    “Há uma série importante deles [investimentos]. Na área automobilística, por exemplo, temos uma fábrica da Audi que será construída com investimentos de cerca de R$ 500 milhões. A Volkswagen vai começar a produzir o Golfe em São José dos Pinhais [no Paraná]. A Mercedes-Benz vai inaugurar uma nova fábrica em Iracemápolis, no interior de São Paulo, também com investimentos em torno de R$ 500 milhões. Tudo isso mostra que os grandes investimentos alemães continuam a acontecer no Brasil. E que são realmente muito importantes, sobretudo na área de química e área industrial. São fundamentais nessas duas áreas.”

    Para o Ministro da Secretaria de Comunicação Social, Edinho Silva, a vinda da chanceler da Alemanha ao Brasil, além de representar a visita da chefe de governo da principal economia da Europa, representa também a chance de fortalecer a cooperação com um importante parceiro econômico do país.

    “Nós estamos falando da principal economia da Europa. A Alemanha é um parceiro econômico fundamental para que a gente possa cada vez mais abrir mercados no mundo e principalmente fortalecer as nossas relações econômicas na Europa. A vinda da presidenta Merkel significa também o fortalecimento dos laços que o Brasil tem com a Alemanha, com os investidores alemães que estão no Brasil. São mais de 200 empresas alemãs investindo no Brasil. O fortalecimento desses laços econômicos, e também de laços de governo, laços de Estado, a consolidação dessa relação internacional é fundamental para o nosso país”, afirmou. 

    A visita oficial de Angela Merkel ao Brasil terá início na noite desta quarta-feira, com um jantar de trabalho que será oferecido à chanceler alemã pela presidenta Dilma Rousseff, no Palácio da Alvorada, em Brasília.

    Mais:

    Especialista avalia objetivos da visita de Angela Merkel ao Brasil
    “Espionagens americanas sobre Dilma e Merkel foram ilícitos internacionais”
    Tags:
    Mercedes-Benz, Volkswagen, Oswaldo Biato Júnior, Angela Merkel, Dilma Rousseff, Edinho Silva, Iracemápolis, São José dos Pinhais, Alemanha, Europa, Paraná, São Paulo, Brasília, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik