01:41 19 Outubro 2017
Ouvir Rádio
    Copacabana recebeu eventos-teste de triatlo e paratriatlo no último final de semana
    Tomaz Silva/Agência Brasil

    Triatletas elogiam qualidade do mar, mas reclamam do asfalto em evento-teste de Copacabana

    Brasil
    URL curta
    126112

    Depois que a qualidade das águas da Baía de Guanabara, da Lagoa Rodrigo de Freitas e da Praia de Copacabana foi reprovada por relatório de uma agência de notícias americana, os atletas do triatlo e do paratriatlo que participaram do primeiro evento-teste para os Jogos de 2016 aprovaram o mar de Copacabana, mas pediram mais cuidado com o asfalto.

    Para a medalhista de bronze no Panamericano de Guadalajara, no México, a brasileira Pâmella Oliveira, que ficou em 15.º lugar neste fim de semana, na competição de triatlo, que reuniu 125 atletas de 25 países, as imperfeições encontradas ao longo das provas de corrida e ciclismo, como buracos, atrapalham o desempenho dos atletas. “Toda hora que tem alguma lombadinha ou alguma imperfeição assusta um pouco. Se der uma nivelada, vai melhorar, sim.”

    Durante o evento-teste Aquece Rio, foram checados a segurança, o trânsito, a cronometragem, o equipamento, e a prevenção do doping.

    Segundo o gerente de Instalações Esportivas do Comitê Rio 2016, Gustavo Nascimento, todas os problemas que foram identificados durante o evento-teste vão ser discutidos para se ver o que pode melhorar. “A gente vai fazer um balanço e ver com os técnicos, com os representantes das equipes onde exatamente pode melhorar, e vamos avaliar o que pode ser feito.”

    Além da aprovação da água do mar, também passaram no teste, de acordo com os atletas, a organização da competição, a locução e a narração da prova, a sustentabilidade e a publicação dos resultados das provas.

    Já os profissionais da mídia tiveram um pouco de dificuldade para conseguir um lugar na sala reservada para os jornalistas, que ficou lotada.

    Alguns moradores e comerciantes de Copacabana também reclamaram com as restrições de acesso ao bairro por causa da competição, e alguns barraqueiros que trabalham na praia disseram que o movimento caiu 50%, devido às dificuldades de acesso dos clientes. Durante o evento, muitas ruas sofreram interdições, e os ônibus tiveram mudanças nos itinerários.

    Com 1h58min46 seg de prova, Gwen Jorgensen, dos Estados Unidos, foi a campeã da competição de triatlo feminino, e o tetracampeão mundial e medalhista olímpico Javier Gómez Noya garantiu para a Espanha a medalha de ouro e a classificação para os Jogos Rio 2016 ao cruzar a linha de chegada com 1h48min26 seg de tempo de prova. 

    Na competição paralímpica, entre os homens, na categoria PT2 (grau severo de limitação de atividade), o russo Vasily Egorov completou os 750m de natação, 20km de ciclismo e 5km de corrida em 1h08m58seg. Os brasileiros André Barbieri e Tiago Matthes chegaram na sexta e sétima colocação. No feminino, a vitória foi da norte-americana Hailey Danisewicz, com tempo de 1h24m37 seg. A única brasileira na categoria, Yasmin Martins, terminou a prova em sexto lugar, em 1h08m03seg.

    Na categoria PT4 (leve grau de limitação de atividades), o vencedor foi o alemão Martin Schulz, que fez a prova em 59m11seg. Marcelo Collet, único representante brasileiro na categoria, ficou com a 10.ª colocação. No feminino, a campeã foi a britânica Lauren Steadman, fazendo a prova em 1h08m46seg.

    Na quarta-feira, dia 5, vai acontecer o evento de um ano para os Jogos Olímpicos Rio 2016. Para celebrar o marco, será realizada uma cerimônia na Cidade das Artes, na Barra da Tijuca, Zona Oeste do Rio, com as presenças do presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), Thomas Bach, e da Presidenta Dilma Rousseff, além de autoridades dos Governos do Estado e do Município do Rio, representantes de delegações internacionais e atletas medalhistas em edições anteriores dos Jogos. O evento se encerrará com um show com músicas que contam a História do Rio, interpretadas pelos cantores Diogo Nogueira, Roberta Sá e Zeca Pagodinho.

    Ainda no dia 5 de agosto, haverá mais um evento-teste no Rio, o Campeonato Mundial Júnior de Remo. No dia seguinte, na quinta-feira (6), começará o Concurso Completo Internacional para testar as instalações do Centro Olímpico de Hipismo, em Deodoro, na Zona Norte do Rio.

    Para fechar a programação do marco de um ano para os Jogos, a Prefeitura do Rio ainda programou a Maratona Cultural Cidade Olímpica, que acontecerá no fim de semana de 8 e 9 de agosto, em parceria com os Governos Estadual e Federal, com a realização de shows, exposições e atividades gratuitas ou com preços acessíveis acontecendo simultaneamente em diversos teatros, parques, museus e bibliotecas da cidade.

    Tags:
    paratriatlo, triatlo, Aquece Rio, Jogos Paralímpicos, Jogos Olímpicos, Copacabana, Rio de Janeiro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik