18:34 21 Agosto 2017
Ouvir Rádio
    Protestos dos taxistas do Rio de Janeiro contra o Uber.

    Protesto contra o Uber prejudica o trânsito do Centro do Rio de Janeiro

    Estadão Conteúdo / José Lucena
    Brasil
    URL curta
    116604

    Um grande protesto de taxistas provocou um caos no trânsito do Centro do Rio de Janeiro na manhã desta sexta-feira (24). Eles reclamam do funcionamento do aplicativo Uber, que conecta usuários do sistema de transportes e motoristas autônomos que oferecem caronas remuneradas. A categoria afirma que o software e um concorrente ilegal e clandestino.

    Desde a madrugada milhares de motoristas se aglomeraram em uma das pistas do Aterro do Flamengo. Outros profissionais partiram em carreata de diferentes pontos da cidade. A principal via do Centro, a Avenida Presidente Vargas, chegou a ser fechada, mas logo reaberta às 7h40.

    A estimativa da categoria é de que três mil taxistas participam da manifestação. Eles devem seguir para a Prefeitura ainda nesta manhã e querem conversar com as autoridades. Todos os seus carros levam fitas brancas e azuis, as cores da bandeira do Rio de Janeiro.

    O Uber em resposta prometeu duas viagens gratuitas entre 7h e 19h, ao custo máximo de R$ 50, a quem enviar a mensagem RIONAOPARA. Os responsáveis pelo aplicativo ainda divulgaram uma nota defendendo o direito do usuário “escolher o modo que desejam se movimentar pela cidade”.

    Em entrevista à Sputnik no final de junho, a representante da Uber no Brasil, Gladys Paula, definiu a organização como “uma empresa de tecnologia que liga motoristas particulares a usuários que buscam um serviço de transporte particular remunerado”, fomentando “a economia compartilhada”.

    O funcionamento do Uber foi questionado em São Paulo pelos taxistas. A Justiça, porém, negou o pedido da categoria. O aplicativo tem sido alvo de protestos em outras cidades brasileiras, como Belo Horizonte e Brasília, e de todo o mundo, como Paris, onde protestos acabaram com carros incendiados.

    Tags:
    taxistas, transporte, protesto, manifestação, Prefeitura do Rio de Janeiro, Uber, Gladys Paula, Avenida Presidente Vargas, Centro, Aterro do Flamengo, Belo Horizonte, Brasília, São Paulo, Rio de Janeiro, Paris
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik