00:39 15 Agosto 2018
Ouvir Rádio
    Logo da Organização para o Desenvolvimento Econômico e Social.

    Brasil assina passo inicial para a entrada no “grupo dos ricos”

    © AFP 2018 / Eric Piermont
    Brasil
    URL curta
    0 283

    O Brasil assina nesta terça-feira (2), em Paris, o Acordo Marco de Cooperação com a Organização para o Desenvolvimento Econômico e Social (OCDE). A iniciativa é um importante passo do país para fazer parte do organismo que congrega nações com PIB per capta e índices de desenvolvimento humano elevados.

    A cerimônia de assinatura do documento acontecerá ao final do fórum da OCDE e contará com as presenças dos ministros das Relações Exteriores, Mauro Vieira, da Fazenda, Joaquim Levy e do secretário-geral do organismo internacional, o mexicano José Angel Guría. O acordo aprofundará as relações entre o Brasil e a OCDE e criará as condições para a adesão formal do país.

    A Organização para o Desenvolvimento Econômico e Social foi fundada em 1961, após a reforma da Organização para a Cooperação Econômica (OECE), criada em 1948. Conta atualmente com 34 países e é chamada de o “grupo dos ricos”, pois 31 de seus membros produzem mais da metade da riqueza do mundo. Entre seus princípios, estão a democracia representativa e a economia de livre mercado.

    Segundo o diretor-executivo do Centro Brasileiro de Relações Internacionais (CEBRI) e ex-pesquisador da OCDE, economista Roberto Fendt, é importante para o Brasil pertencer a este organismo. “Um país que tem uma economia como a do Brasil não pode ficar de fora da entidade.”

    Tags:
    livre mercado, entrada, adesão, assinatura, acordo, grupo dos ricos, Organização para o Desenvolvimento Econômico e Social, OECE, OCDE, Mauro Vieira, Joaquim Levy, José Angel Guría, França, Paris, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik