02:34 23 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Professores e policiais entram em confronto no Centro Cívico em Curitiba

    Pedido de impeachment contra governador do Paraná é protocolado

    Agência Paraná
    Brasil
    URL curta
    0 132

    Um grupo formado por juristas e professores universitários protocolou na última segunda-feira, 25, um pedido de impeachment do governador do Paraná, Beto Richa. O documento assinado por mais de 6 mil pessoas acusa o governador de ser responsável pela violenta repressão contra os professores no dia 29 de abril.

    Segundo o Sindicato dos Trabalhadores da Educação Pública do Paraná, a ação da Polícia Militar na manifestação do dia 29 de abril deixou 392 feridos, a maioria professores. 

    O advogado membro da OAB e criador da iniciativa, Tarso Cabral Violin, que esteve presente no protesto, classificou a ação da Polícia Militar como um “massacre”.

    “Essa petição, o impeachment se deve ao massacre no Centro Cívico de Curitiba, que aconteceu no dia 29 de abril de 2015. Vários professores, estudantes e servidores públicos foram gravemente feridos, eu mesmo levei um estilhaço de bomba a 2 centímetros do olho, poderia ter ficado cego. Então o nosso pedido é em face desse massacre", disse Violin.

    Ele argumenta que o governador poderia ter mandado parar a violência contra os professores, e mesmo após o pedido do ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, e de alguns senadores, ele não o fez.

    “A lei diz que é crime de responsabilidade fazer esse tipo de agressão às pessoas e também, se não mandar fazer, deixar que seja feito. O que aconteceu no dia 29 é que o massacre ocorreu por duas horas consecutivas. O governador, a qualquer momento, poderia ter mandado parar de fazer o massacre”, argumenta advogado. 

    A Assembleia Legislativa do Paraná confirmou que o documento foi protocolado na tarde da última segunda-feira, mas que o presidente da Casa ainda não tomou conhecimento do texto. Segundo a assembleia, após receber o documento, o presidente deve enviá-lo para a Secretaria-Geral da Presidência para análise jurídica e só então terá início a tramitação. 

    Mais:

    Dilma Rousseff: “Não tenho medo de impeachment; respondo pelos meus atos”
    Protesto dos professores em Curitiba tem 170 manifestantes e 20 policiais feridos
    Justiça manda professores do Paraná voltar ao trabalho
    Policiais e manifestantes entram em confronto durante protesto em Brasília
    Tags:
    violência, manifestação, impeachment, OAB, Beto Richa, Paraná, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik