11:10 17 Outubro 2018
Ouvir Rádio
    Imagem ilustrativa de uma usina termelétrica

    Empresa espanhola construirá duas usinas termelétricas no Brasil

    © Sputnik / Igor Ageyenko
    Brasil
    URL curta
    0 45

    O grupo espanhol Duro Felguera assinou com a companhia brasileira Bolognesi Energia dois contratos, num valor total de 800 milhões de euros, para a construção de duas termelétricas de ciclo combinado no Brasil.

    Segundo divulgou a própria empresa espanhola, através da Comissão Nacional do Mercado de Valores da Espanha (CNMV), ambos os contratos serão executados sob a modalidade  "chave na mão" para a Agência Nacional de Energia Elétrica do Brasil (ANEEL), ou seja, as obras deverão ser entregues em condições de pleno funcionamento.

    O negócio, que segundo a Duro Felguera deverá gerar aproximadamente 20 mil novos empregos no Brasil, prevê a construção de duas centrais termelétricas de 1.500 megawatts (MW) cada. Espera-se que uma destas usinas entre em operação comercial já na segunda metade de 2018.

    A assinatura desses contratos comprova os esforços do governo em atrair investimentos estrangeiros e corrobora com a opinião de que no atual contexto da recessão econômica o país precisa buscar parcerias para reavivar a economia nacional.

    A visita da presidenta Dilma Rousseff ao México, no início desta semana, configura mais uma etapa desta maratona diplomática. Segundo especialistas, o objetivo da viagem visa a ampliar as exportações de produtos brasileiros para a segunda maior economia latino-americana e atrair mais investimentos mexicanos ao Brasil. No âmbito da mesma maratona, Dilma recebeu na semana passada, em Brasília, líderes da China e do Uruguai, e no fim de junho viajará aos EUA para se reunir com o Presidente Barack Obama.

    Mais:

    Brasil e China vão desenvolver satélite em conjunto
    China mostra interesse em instalar fábricas no Rio de Janeiro
    Brasil e Uruguai continuam sendo parceiros
    Brasil e China negociam tarifas especiais e facilidades de comércio
    Tags:
    contrato, negócio, Bolognesi Energia, Duro Felguera, Aneel, Espanha, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik