15:01 14 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Brasil
    URL curta
    0 165
    Nos siga no

    O Ministério de Relações Exteriores do Brasil, por meio de sua embaixada em Kiev, exige que o governo ucraniano facilite a retirada do cidadão brasileiro Claudio Freitas, de 34 anos, que se encontra com esposa e filho - ambos ucranianos - na cidade de Krasny Luch, na autoproclamada República Popular de Donetsk.


    Segundo comunicado do Itamaraty, a embaixada brasileira está trabalhando na emissão de um novo passaporte para Freitas e de vistos especiais para sua mulher e seu filho. Ambos poderiam obter status de refugiados no Brasil, especialmente por causa de uma doença crônica no coração do pequeno Nikolay, de 4 anos.

    "Não vou empunhar uma arma para ganhar meu pão. Isto não é justo, não é minha guerra. Vim aqui resgatar minha família e estou desesperado", escreveu Freitas à embaixada do Brasil em Kiev, pedindo ajuda urgente e descrevendo a situação de falta de alimentos, bombardeios promovidos por batalhões ucranianos na região e a tensão das forças de defesa de Donetsk.

    Claudio e sua esposa, Kateryna, se conheceram em 2010 na rede social "Livemocha". Em pouco tempo, ela engravidou e os dois se casaram em janeiro, com o objetivo de regularizar os papéis de Kateryna e Nikolay para que os dois pudessem sair do país rumo ao Brasil.

    Mais:

    Ministério Público Militar da Ucrânia permite ao Setor de Direita violar as leis
    Brasileiro ferido em conflito na Ucrânia diz passar bem
    UE, EUA, ONU e OSCE precisam pressionar Ucrânia para que seu governo combata o neonazismo
    Tags:
    passaporte, brasileiro, evacuação, Palácio do Itamaraty, Itamaraty, Ucrânia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar