11:39 25 Julho 2017
Ouvir Rádio
    Ministro da Defesa do Brasil Jaques Wagner

    Ministro da Defesa comenta a crise diplomática com Indonésia

    Jorge Cardoso/ Ministério da Defesa
    Brasil
    URL curta
    0 80584

    Jaques Wagner tentou baixar o tom da polêmica e disse não acreditar que as eventuais questões diplomáticas possam afetar a compra das aeronaves da Embraer pela Indonésia.

    As relações entre o Brasil e a Indonésia estão passando por algumas provas nos últimos meses. A última foi a ameaça do país asiático de suspender a compra de 16 aviões Super Tucano da Embraer, em represália à negativa da presidente Dilma Rousseff em receber as credenciais do embaixador indicado para o Brasil, Toto Ryianto. Apesar das declarações inflamadas dos líderes indonésios, nos bastidores o governo brasileiro afirma que o diálogo entre os dois países continua e não há interesse, em nenhum dos lados, em aumentar a crise já existente. 

    O ministro da Defesa, Jaques Wagner, tentou baixar o tom da polêmica dizendo que "não acredita que em médio prazo a questão vá afetar o negócio". De acordo com o ministro, "já houve uma manifestação da área militar da Indonésia apontando para a separação, que nunca é total, da relação entre as nossas forças armadas e as forças da Indonésia" sugerindo que contratos comerciais não seriam atingidos por questões políticas. "Não há uma crise instalada. É um momento de trauma, mas isso vai ser superado", afirmou.

    O Itamaraty tem se recusado a comentar as declarações do presidente da Indonésia, Joko Widodo, sobre o abalo nas relações entre os dois países, e do vice-presidente, Jusuf Kalla, que falou na possibilidade de cancelar a compra. No governo brasileiro, existe a compreensão de que as declarações são para o público interno, uma amostra de que o país está reagindo ao que soou como uma afronta diplomática, com a negativa da presidente Dilma Rousseff em receber as credenciais do embaixador indonésio. 

    Apesar da visão otimista do governo brasileiro, vozes na imprensa brasileira consideram importante lembrar que Embraer negociou um contrato com a Indonésia para a venda de 16 aviões de treinamento e ataque Super Tucano em dois lotes. Oito já foram entregues e outros oito ainda não estariam fechados e a venda pode não se concretizar se o governo indonésio resolver levar adiante a ameaça. O problema pode crescer mais, já que a Indonésia é um país que tem grande influência na região. 

    Ainda não há previsão da volta do embaixador indonésio ao Brasil. A Indonésia estipulou como condição a marcação de uma nova data para apresentação das credenciais. Por outro lado, Dilma condicionou a recepção a uma solução para o caso de Rodrigo Gularte, condenado à morte por tráfico de drogas. Até agora não houve resposta sobre o pedido de transferência do brasileiro para um hospital psiquiátrico. Gularte foi diagnosticado com esquizofrenia.

    fonte: Estadão Conteúdo

    Tags:
    Embraer, Jaques Wagner, Joko Widodo, Dilma Rousseff, Indonésia, Brasil
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar no FacebookComentar na Sputnik