22:31 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    10716
    Nos siga no

    Uma explosão ocorreu em uma mesquita xiita na província de Kunduz, no norte do Afeganistão, nesta quinta-feira (8), segundo disse uma testemunha à Sputnik.

    A explosão causou pelo menos 30 mortos e 70 feridos, informa a testemunha da Sputnik. O incidente aconteceu durante a oração.

    Mais tarde, surgiu uma informação referindo já 100 mortos, segundo a testemunha da Sputnik.

    Conforme relatos, o ataque ocorreu por volta das 13h30, na hora local (06h00, horário de Brasília), quando uma grande multidão se reuniu para as orações de sexta-feira.

    Segundo dados preliminares, um homem-bomba detonou um dispositivo explosivo enquanto estava dentro do edifício religioso.

    O correspondente sênior da Iran International Tajuden Soroush tweetou que mais de 100 pessoas faleceram e mais de 200 ficaram feridas.

    A testemunha referiu também que várias vítimas foram transportadas para um hospital.

    No domingo (3), outra explosão ocorreu perto da mesquita Eid Gah na capital afegã, Cabul. 12 pessoas morreram e 32 receberam ferimentos. Três pessoas foram detidas em conexão com o ataque.

    O Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países), que tomou o poder em Cabul em 15 de agosto, tem estado lidando com a crescente ameaça do Estado Islâmico-Khorasan (EI-K), um ramo do Daesh (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países). Os militantes do grupo intensificaram ataques para combater seus rivais, incluindo dois atentados mortais na capital afegã.

    A organização também visa as minorias religiosas do país centro-asiático.

    Mais:

    Explosão perto de comboio humanitário na Síria deixa 1 soldado russo morto
    Explosão em prédio residencial deixa pelo menos 25 feridos na Suécia, segundo relatos (FOTO)
    Explosão de carro-bomba perto do palácio presidencial da Somália faz 8 mortos, segundo mídia (VÍDEO)
    Tags:
    Afeganistão, explosão, mesquita, feridos, mortos, vítimas
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar