01:51 18 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    7281
    Nos siga no

    A declaração foi publicada nesta segunda-feira (27) em um artigo da Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA, na sigla em inglês), de autoria de um analista de assuntos internacionais.

    A mídia estatal norte-coreana acusou os EUA de serem um país sedento de poder pelo domínio global e de impedirem o desenvolvimento normal e pacífico dos países soberanos.

    "Os direitos humanos apregoados pelos EUA não são nada além de um truque para realizar facilmente sua ambição selvagem de dominar o mundo", observa a KCNA. "Os EUA são o mais hediondo violador dos direitos humanos do mundo, eles perturbam seriamente o desenvolvimento normal e pacífico dos Estados soberanos sob o pretexto de 'direitos humanos'", afirma a mídia.

    O pesquisador norte-coreano argumentou que as "ações hipócritas dos EUA sob o pretexto dos direitos humanos" devem ser impedidas antes que os EUA consigam o domínio global.

    Soldados norte-coreanos participam da parada em Pyongyang, Coreia do Norte, 9 de setembro de 2021
    © REUTERS / KCNA
    Soldados norte-coreanos participam da parada em Pyongyang, Coreia do Norte, 9 de setembro de 2021

    "Não admira que os EUA abusem das questões dos direitos humanos ao exercerem pressão política sobre os países independentes anti-imperialistas", acrescentou a KCNA, observando que as violações dos direitos humanos por parte dos EUA (tais como o "bloqueio" de Cuba que já dura décadas) "em uma tentativa de prejudicar a estabilidade política da China", resultaram em "trilhões de dólares de prejuízos" para o povo do país.

    "Agora, muitos países se opõem resolutamente à farsa dos direitos humanos dos EUA, por esta refrear seu desenvolvimento", conclui o comunicado.

    Na semana passada a Coreia do Norte denunciou a decisão dos EUA de entregar tecnologia de submarinos nucleares para a Austrália como um movimento "extremamente indesejável e perigoso, que poderia desencadear uma corrida armamentista nuclear".

    Mais:

    Secretário-geral da ONU adverte que humanidade está perto de 'aniquilação nuclear'
    Pyongyang considera 'prematura' declaração do fim do estado de guerra na península da Coreia
    Coreia do Norte está pronta para negociar com Coreia do Sul o fim formal da guerra de 71 anos
    Tags:
    direitos humanos, EUA, Coreia do Norte, pressão política, anti-imperialista
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar