03:01 18 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1122
    Nos siga no

    O Departamento do Tesouro dos EUA autorizou a exportação de bens alimentares, medicamentos e assistência humanitária necessária para o Afeganistão.

    Apesar de as sanções de Washington contra o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em outros países) permanecerem, o órgão anunciou duas licenças nesta sexta-feira (24), com a primeira autorizando o governo norte-americano, a ONU e outras organizações não-governamentais a prestarem ajuda humanitária ao Afeganistão, através do governo talibã.

    "O [Departamento do] Tesouro está empenhado em facilitar o fluxo de assistência humanitária ao povo do Afeganistão e outras atividades que suportem suas necessidades humanas básicas", declarou Andrea Gacki, diretora do Gabinete de Controle de Ativos Estrangeiros do departamento.

    A segunda licença autorizará organizações e indivíduos a exportar alimentos, ração para animais, medicamentos e dispositivos médicos para o país da Ásia Central, onde os EUA prevêem que, até o próximo ano, 97% de sua população poderá ficar abaixo da linha de pobreza.

    Um membro das forças de segurança do Talibã monta guarda entre as pessoas que passam em uma rua em Cabul, Afeganistão, 4 de setembro de 2021
    © REUTERS / Mídia Associada
    Um membro das forças de segurança do Talibã monta guarda entre as pessoas que passam em uma rua em Cabul, Afeganistão, 4 de setembro de 2021

    Embora as licenças permitam que o fluxo de apoio humanitário seja retomado, o Talibã continua sendo visto como um grupo terrorista, sendo que vários de seus ministros são sancionados tanto pelos EUA quanto pelo Conselho de Segurança da ONU. 

    Tal como grande parte da comunidade internacional, Washington ainda não reconheceu formalmente o grupo insurgente como o governo legítimo do Afeganistão. O secretário de Estado norte-americano, Antony Blinken, referiu-se ao grupo militante como "governo de fato" do Afeganistão quando compareceu no Congresso dos EUA na semana passada, mas Washington insiste que o reconhecimento oficial dependerá de o Talibã formar um governo mais moderado e inclusivo. 

    Atualmente, as sanções dos EUA impedem que bilhões de dólares das reservas estrangeiras do Afeganistão sejam utilizados pelo Talibã. 

    A possibilidade de liberar esse dinheiro para o grupo está sendo discutida pela administração Biden, mesmo que tanto os legisladores democratas como republicanos não estejam contentes com a perspectiva de disponibilizar para o Talibã tamanha quantia.

    Mais:

    Duas explosões atingem capital do Afeganistão deixando vários feridos, dizem fontes (FOTOS)
    'Fuga humilhante' dos EUA do Afeganistão é lição para aliados dependentes, diz general do Irã
    Talibã nomeia novo representante do Afeganistão na ONU, demitindo o anterior
    Tags:
    Afeganistão, Talibã, EUA, Departamento do Tesouro dos EUA, ajuda humanitária, ONU
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar