02:15 23 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1101
    Nos siga no

    O Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) nomeou um novo representante do Afeganistão nas Nações Unidas em vez do designado pelo governo afegão anterior, mas a ONU ainda não aprovou a candidatura.

    O movimento Talibã declarou à Organização das Nações Unidas (ONU) que o representante permanente nomeado pelo governo anterior afegão, Ghulam Isaczai, não representa mais o Afeganistão, disse à Sputnik o porta-voz do secretário-geral das Nações Unidas, Farhan Haq.

    "Em 20 de setembro de 2021, o secretário-geral recebeu uma carta em um formulário do 'Ministério das Relações Exteriores do Emirado Islâmico do Afeganistão', datada de 20 de setembro de 2021, assinada pelo 'ministro das Relações Exteriores' Amir Khan Muttaqi, pedindo para participar da 76ª Assembleia da ONU de 21 a 27 de setembro de 2021", afirmou Haq.

    A carta também indica que o Afeganistão, a partir de 15 de agosto de 2021, não reconhece mais Ashraf Ghani como presidente, conforme Haq.

    A carta referia que a missão do anterior representante permanente cessa e que Mohammad Suhail Shaheen é nomeado para o cargo, disse Haq.

    O Comitê de Acreditação deve decidir quem representa o Afeganistão na ONU, comentou o funcionário das Nações Unidas.

    "É uma questão para o Comitê de Acreditação", afirmou Haq.

    Nesta terça-feira (21), começaram os debates da 76ª Assembleia Geral da ONU em Nova York. Representantes de mais de 100 países participam do evento neste ano, de forma presencial. Conforme a tradição, o presidente Jair Bolsonaro foi o primeiro a discursar na assembleia.

    Mais:

    Bolsonaro faz discurso na 76ª Assembleia Geral da ONU (VÍDEO)
    Xi Jinping: 'China nunca invadiu ou atropelou outros, nem buscou a hegemonia'
    'Fuga humilhante' dos EUA do Afeganistão é lição para aliados dependentes, diz general do Irã
    ONU alerta sobre risco de nova Guerra Fria 'mais perigosa e difícil de lidar' entre China e EUA
    Tags:
    ONU, Afeganistão, Talibã, Nações Unidas, Assembleia Geral, presidente
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar