23:37 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    164
    Nos siga no

    Os talibãs estão prontos para dar todos os passos jurídicos possíveis para descongelar os ativos estrangeiros do Afeganistão nos Estados Unidos, disse à Sputnik o representante do movimento Suhail Shaheen.

    Após o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) ter tomado o controle sobre Cabul, os bancos ocidentais, por indicação dos EUA, congelaram os ativos estrangeiros da nação centro-asiática, enquanto o Fundo Monetário Internacional, o Banco Mundial e a União Europeia suspenderam o financiamento de projetos na República Islâmica. Naquele momento, os ativos do Banco Estatal do Afeganistão constituíam US$ 9 bilhões (R$ 47,1 bilhões) em moeda estrangeira, mais de US$ 7 bilhões (R$ 36,64 bilhões) dos quais estavam depositados em bancos americanos.

    "Eles devem descongelar os ativos do Afeganistão, isso é dinheiro do povo afegão. Nós temos muitos problemas econômicos, e há necessidade disso. O novo governo vai empreender todas as ações jurídicas possíveis a fim de que os Estados Unidos descongelem os ativos afegãos", afirmou Suhail Shaheen.

    Talibãs criarão comitê especial para revisar Constituição

    Anteriormente, o porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid, declarou que a Constituição do país ou será reescrita, ou será emendada, assim que o sistema de governo for aprovado. Os talibãs insistem que na futura lei fundamental do país seja inscrito que o Afeganistão é um Estado islâmico.

    "Um comitê especial será criado para isso [revisão da Constituição], mas ainda não há nenhumas datas a respeito disso", detalhou Shaheen.

    Adicionalmente, os talibãs não descartam que o Afeganistão vá administrar de maneira autônoma o aeroporto de Cabul.

    "Isso é uma tarefa para o futuro [decisão sobre administração do aeroporto de Cabul], se vamos cooperar com outros países ou não em relação a esse assunto. Possivelmente, nosso pessoal conseguirá lidar com essas questões", disse.

    Membros da unidade militar Badri 313 fazem a segurança do Aeroporto de Cabul durante a presença do porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid
    © REUTERS / Talibã via Reuters
    Membros da unidade militar Badri 313 fazem a segurança do Aeroporto de Cabul durante a presença do porta-voz do Talibã, Zabihullah Mujahid

    Conforme suas palavras, o Catar e a Turquia estão envolvidos nas obras de restauração do aeroporto, onde já foram retomados os voos internos. Mas ainda está algum trabalho a ser feito para reinício dos voos internacionais, uma vez que quase tudo no aeroporto ficou danificado após a saída das tropas estrangeiras, que destruíram radares e outros equipamentos.

    No início de agosto, os talibãs intensificaram sua ofensiva contra as forças governamentais do Afeganistão. Em 15 de agosto eles entraram em Cabul e no dia seguinte declararam a conclusão da guerra. Na noite de 31 de agosto, os militares americanos deixaram o aeroporto afegão, pondo fim à presença de quase 20 anos dos EUA no país centro-asiático. Em 7 de setembro, foi anunciada a composição do governo provisório do Afeganistão.

    Mais:

    EUA admitem diferenças com Paquistão sobre reconhecimento e legitimidade do Talibã no Afeganistão
    Saindo do Afeganistão, EUA admitiram na prática o colapso de sua estratégia, diz ex-presidente russo
    MRE da Coreia do Norte: EUA devem ser levados à Justiça por 'destruição em massa' no Afeganistão
    Tags:
    Talibã, Cabul, ativos congelados, EUA, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar