15:38 23 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    161326
    Nos siga no

    Ex-presidente norte-americano Donald Trump acha que seu país deve tomar medidas militares se os talibãs não devolverem o equipamento militar que os EUA deixaram no Afeganistão, conforme mídias locais.

    "Nunca na história uma retirada de guerra foi tão mal administrada e tão incompetente como a retirada do Afeganistão por parte da administração Biden", diz o trecho do comunicado da segunda-feira (30). "Devemos exigir que todo o equipamento seja devolvido imediatamente aos Estados Unidos, e isso inclui cada centavo dos 8,5 bilhões de dólares [R$ 439,57 bilhões] que custa", ressaltou.

    Nesse sentido, o ex-mandatário afirma que se o movimento Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) que governa agora o país centro-asiático, não o fizer, Washington "deveria entrar com uma força militar inequívoca e consegui-lo ou, pelo menos, bombardeá-lo".

    Em 15 de agosto, os talibãs tomaram Cabul, capital do país, anunciando ter terminado sua ofensiva no Afeganistão. O presidente Ashraf Ghani renunciou ao cargo e abandonou o país.

    Militantes do Talibã no Aeroporto Internacional de Cabul, com armas, equipamentos e uniforme dos EUA
    Militantes do Talibã no Aeroporto Internacional de Cabul, com armas, equipamentos e uniforme dos EUA

    Os avanços do movimento se intensificaram durante a última fase da retirada definitiva do contingente internacional liderado pelos Estados Unidos, que começou em abril deste ano. Acredita-se que o movimento agora tem o controle sobre grande número de equipamentos norte-americanos, incluindo armas, automóveis e aviões.

    "Não temos um quadro completo, obviamente, de para onde foi cada item de material de defesa, mas certamente uma quantidade considerável caiu nas mãos do Talibã", explicou Jake Sullivan, assessor de Segurança Nacional da Casa Branca.

    Anteriormente, Trump afirmou que seu sucessor, Joe Biden, deveria "renunciar em desgraça" pela crise do Afeganistão em meio à tomada do poder pelos talibãs, uma situação que qualificou como "uma das maiores derrotas na história dos EUA".

    Além do mais, o ex-presidente criticou duramente o atual governo pela gestão da retirada das tropas norte-americanas, nomeado por ele como "a maior humilhação na política externa" da história da nação norte-americana.

    Mais:

    Supremo Tribunal dos EUA determina que Biden deve restabelecer programa migratório de Trump
    Paquistão mostra '2 caras' aos EUA, diz ex-assessor de Trump propondo ataque a suas armas nucleares
    Donald Trump Jr. será principal palestrante de evento conservador no Brasil antes do 7 de setembro
    Tags:
    Donald Trump, Afeganistão, Talibã, EUA
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar