00:06 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    1153
    Nos siga no

    O ex-presidente do Afeganistão Hamid Karzai e o chefe do Alto Conselho de Reconciliação Nacional, Abdullah Abdullah, estão em prisão domiciliar na capital afegã, informa o canal de televisão CNN, citando fontes.

    Conforme a fonte, na segunda-feira (23), o Talibã (organização terrorista proibida na Rússia e em vários outros países) confiscou as armas da guarda do ex-presidente Karzai (2001-2014), bem como seus carros. Já na quarta-feira (25), o movimento realizou uma busca na casa de Abdullah, afastou a guarda e apreendeu seus automóveis.

    "Karzai e Abdullah agora estão em prisão domiciliar sem sua guarda e sob o poder do Talibã", diz o comunicado no site do canal.

    Entretanto, uma fonte da Sputnik Afeganistão, próxima do ex-presidente, refutou a informação da CNN sobre a prisão domiciliar de Karzai e Abdullah.

    Anteriormente, mídias afegãs informaram que Karzai, Abdullah, bem como o líder do partido Hezb-e Islami, Gulbuddin Hekmatyar, iriam fazer parte do conselho para governar o Afeganistão, a ser formado pelo Talibã. Nota-se que o conselho será constituído por 12 pessoas, incluindo o líder da ala política do movimento, Abdul Ghani Baradar, e o chefe da comissão militar do Talibã, Mawlawi Yaqub.

    Além disso, recentemente a emissora Geo TV, se referindo a suas fontes, informou que representantes do Talibã e da Aliança do Norte fizeram um acordo de não-agressão.

    "Ambos os lados concordaram em parar de se atacar um ao outro", disseram as fontes do canal, acrescentando que os encontros entre as delegações do Talibã e da Aliança do Norte haviam sido realizadas na província afegã de Parwan, nos últimos dois dias. Os interlocutores do canal acrescentaram que o acordo seria anunciado durante uma coletiva de imprensa dos líderes do Talibã e da Aliança do Norte.

    Movimento de resistência afegã e forças revoltosas anti-Talibã patrulham uma estrada na província de Panjshir, Afeganistão, 25 de agosto de 2021
    © AFP 2021 / Ahmad Sahel Arman
    Movimento de resistência afegã e forças revoltosas anti-Talibã patrulham uma estrada na província de Panjshir, Afeganistão, 25 de agosto de 2021

    No início de agosto, os talibãs intensificaram a sua ofensiva contra as forças governamentais no Afeganistão. A única província fora de seu controle é Panjshir, a nordeste de Cabul, uma das menores regiões na República Islâmica por território e população.

    Em 15 de agosto, os militantes entraram na capital e tomaram sob controle o palácio presidencial. Na noite de 16 de agosto, o representante oficial do gabinete político do Talibã, Mohammad Naim, anunciou que a guerra no Afeganistão chegou ao fim, e que a forma de governo no país seria determinada em breve.

    Mais:

    Afeganistão: inteligência dos EUA afirma que Daesh planejava ataque ao aeroporto de Cabul
    VÍDEO vazado mostra drone dos EUA eliminando civis no Afeganistão em 2019
    Putin e Xi Jinping reforçam luta conjunta contra terrorismo e tráfico de drogas do Afeganistão
    Tags:
    Afeganistão, Hamid Karzai, Talibã, Cabul, prisão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar