19:58 16 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2212
    Nos siga no

    No domingo (22), as Forças de Autodefesa do Japão localizaram uma flotilha do Exército de Libertação Popular da China (ELP), liderada pelo Nanchang, destróier de mísseis guiados da classe Renhai, a uma distância de 100 quilômetros da ilha de Tsushima.

    De acordo com os militares japoneses, a flotilha é composta por três embarcações: o destróier Type 055 de mísseis guiados Nanchang, o Type 052D Guiyang também de mísseis guiados e o navio de abastecimento Type 903A.

    "As forças de Autodefesa continuam realizando todos os esforços possíveis para conduzir atividades de alerta e vigilância no mar e no espaço aéreo em torno do Japão", comunicou.

    Até o momento, as autoridades chinesas não confirmaram a presença das embarcações na região citada.

    Com capacidades de combate notáveis, o destróier Nanchang, de 10.000 toneladas, pode conduzir missões marítimas liderando outros destróieres, afirmou Wei Dongxu, especialista militar chinês, citado pelo jornal Global Times.

    Ao conduzir exercícios no mar do Japão, os destróieres chineses fortalecem suas capacidades de combate no mar remoto, ressaltou o especialista.

    Novo destróier chinês de míssil guiado Type 055
    © AP Photo / Mark Schiefelbein
    Novo destróier chinês de míssil guiado Type 055

    Esta foi a segunda vez que o destróier ingressou no mar do Japão. A primeira vez ocorreu em março, quando o Nanchang navegou por uma rota similar junto com o destróier de mísseis guiados Type 052D Chengdu e a fragata de mísseis Type 054A Daqing.

    Pequim reivindica a maior parte do mar do Sul da China, rico em recursos, o que é fonte de tensão regional com outros países, como o Vietnã, a Malásia e Filipinas.

    Mais:

    EUA e Indonésia vão construir centro de treinamento marítimo à entrada do mar do Sul da China (FOTO)
    Marinha dos EUA intensifica atividades de espionagem no mar do Sul da China
    EUA classificam reivindicações de Pequim sobre mar do Sul da China como 'coercitivas' e 'ilegais'
    Tags:
    Marinha, Marinha chinesa, Mar do Japão, destróier, destróieres, flotilha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar