03:22 27 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2254
    Nos siga no

    O Ministério das Relações Exteriores chinês criticou o relatório dos congressistas norte-americanos sobre o suposto vazamento do coronavírus do laboratório de Wuhan, cujo objetivo seria "difamar e desacreditar a China".

    O relatório do Partido Republicano dos EUA sobre o alegado vazamento do vírus do laboratório de Wuhan é baseado em mentiras e fatos distorcidos. A Pequim é contra as tentativas de congressistas norte-americanos de difamar e desacreditar a China, afirmou o Ministério das Relações Exteriores chinês.

    "O relatório em questão é inteiramente baseado em mentiras fabricadas e fatos distorcidos, não conseguiu fornecer quaisquer provas e carece de credibilidade e rigor científico", declarou a chancelaria chinesa.

    "As ações dos congressistas americanos envolvidos são motivadas apenas por interesses egoístas com o objetivo de difamar e desacreditar a China, nos opomos veementemente e condenamos firmemente suas ações imorais e desprezíveis", de acordo com o MRE chinês.

    Quanto às pesquisas sobre o ganho de função dos coronavírus, segundo as autoridades chinesas, os Estados Unidos são o maior patrocinador de tais estudos. A chancelaria recomendou aos políticos norte-americanos realizarem uma investigação em seu próprio país.

    "Apelamos aos EUA para respeitarem os fatos e a ciência, para se focarem na luta contra a epidemia e em salvar vidas, pararem de usar a epidemia para manipulação política e para responsabilizar os outros", disse a chancelaria chinesa.

    Na segunda-feira (2), a Fox News divulgou um relatório do Partido Republicano dos EUA, declarando que a "maioria de evidências" apoia a teoria de que o vírus que causou a pandemia de COVID-19 "vazou" de um laboratório chinês.

    Em março, a Organização Mundial da Saúde (OMS) publicou um relatório após ter passado quatro semanas na cidade de Wuhan e arredores com pesquisadores chineses. A OMS disse que o vírus provavelmente foi transmitido de morcegos para humanos por meio de outro animal. A versão de vazamento da COVID-19 do laboratório chinês foi chamada de "pouco provável".

    Mais:

    Presidente de Portugal se reúne com Lula, janta com FHC e encontra Bolsonaro sem máscara; entenda 
    Desconfinamento pós-pandemia faz vírus respiratórios mais agressivos surgirem em crianças
    Vírus similar ao SARS-CoV-2 pode ter sido achado em 2013 e ocultado, afirma epidemiologista suíço
    ONU quer colaboração China-OMS na apuração da origem da COVID-19, Pequim rebate: apelos insultuosos
    China pede apoio a Portugal para refutar 'politização' sobre origem da COVID-19
    Tags:
    COVID-19, pandemia, vírus, laboratório, China, EUA, Estados Unidos
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar