01:48 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 23
    Nos siga no

    Uma série de fortes terremotos sacudiu o noroeste e o sudoeste da China, deixando pelo menos duas pessoas mortas, disseram autoridades locais e sismólogos no início deste sábado (22).

    Tanto a província de Qinghai, no noroeste do planalto tibetano, quanto a província de Yunnan, no sudoeste da China, são áreas sujeitas a terremotos. E ambos os tremores foram superficiais, o que significa que geralmente causam mais danos, segundo noticiou a AFP.

    ​Terremoto de magnitude 7,4 atinge a província de #Qinghai na #China. De acordo com o Centro Sismológico Europeu-Mediterrâneo (EMSC), o epicentro do tremor foi localizado a 385 quilômetros a sudoeste da cidade de Xining, com uma população total de quase 760.000 pessoas.

    O terremoto de Yunnan, que teve uma magnitude de 6,1 graus, atingiu primeiro a cidade de Dali, um destino turístico popular, segundo informou o Serviço Geológico dos Estados Unidos (USGS) na sigla em inglês. Ele foi seguido por pelo menos dois tremores secundários, segundo o órgão.

    Duas pessoas foram confirmadas como mortas na área montanhosa, disseram autoridades locais em um comunicado. Mais tarde, a agência de notícias estatal Xinhua noticiou que pelo menos 22 outras pessoas ficaram feridas.

    Então, algumas horas depois, a mais de 1.200 quilômetros de distância, um terremoto de magnitude 7,3 graus sacudiu a província pouco povoada de Qinghai, no noroeste da China, seguido por um tremor secundário.

    #ÚLTIMAS A província chinesa de Qinghai iniciou uma resposta de emergência de segundo nível depois que um terremoto de 7,4 graus atingiu o condado de Maduo, em Qinghai.

    Não houve relatos imediatos de vítimas ou danos na área remota. A Xinhua informou que o epicentro foi localizado no condado de Maduo e que as autoridades acreditam que apenas "um pequeno número de casas" teriam sido danificadas.

    Pessoal de emergência e equipes de socorro a desastres foram enviados a ambos os locais, informou a agência.

    Em Yunnan, o governo provincial disse que alguns prédios desabaram e outros ficaram danificados, e que a "situação do desastre está passando por uma verificação adicional".

    Mais de 20.000 pessoas foram evacuadas, em uma área onde vivem cerca de 100.000 pessoas, a grande maioria delas em comunidades rurais.

    A mídia local publicou vídeos mostrando lâmpadas de teto balançando e vasos caindo das prateleiras, bem como grupos de pessoas que correram para fora de casas e lojas após o terremoto.

    O China Earthquake Networks Center alertou as pessoas para "ficarem longe de edifícios" em um post na plataforma Weibo semelhante ao Twitter.

    A China é regularmente atingida por terremotos, especialmente nas regiões montanhosas do oeste e sudoeste do país.

    Mais:

    Irã: terremoto de magnitude 5,8 sacode província de Bushehr, onde se localiza usina nuclear (VÍDEO)
    Terremoto de magnitude 6,8 atinge o nordeste do Japão (VÍDEOS)
    Terremoto 'em câmera lenta' de 32 anos foi causa de sismo desastroso de magnitude 8,5 na Indonésia
    Tags:
    emergência, desastre natural, terremoto, China
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar