07:10 14 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    14915
    Nos siga no

    A Coreia do Norte continua construindo armas biológicas e químicas, além de suas armas de destruição em massa (ADM) tais como armas nucleares, o que representa uma ameaça séria para as forças norte-americanas e seu aliado, a Coreia do Sul, afirmou alta funcionária dos EUA.

    Na terça-feira (4), Jeniffer Walsh, a vice-secretária principal de Defesa para a Defesa Interna e Segurança Global, também disse que o líder norte-coreano Kim Jong-un poderia realmente usar uma arma desse tipo em caso de conflito na península coreana, segundo a agência Yonhap.

    "A busca continua da Coreia do Norte de armas nucleares, químicas e biológicas compromete a estabilidade internacional e enfraquece o regime de não-proliferação global. Estas capacidades representam uma ameaça para as forças dos EUA, aliados", disse Walsh em um comunicado apresentado ao Subcomitê da Câmara para Inteligência e Operações Especiais.

    "Tendo em conta o risco que Kim Jong-un poderia pretender usar ADM no âmbito de ou para evitar um conflito na península coreana, a Força Conjunta deve estar preparada para qualquer número de contingências relacionadas a ADM requerendo que se opere em ambiente QBRN [química, biológica, radiológica e nuclearmente] contaminado", adicionou a funcionária dos EUA.

    Lembrando que Pyongyang teria usado armas químicas para matar o irmão do líder norte-coreano, Kim Jong-nam, na Malásia em 2017, Walsh afirmou que a Coreia do Norte, junto com tais países como a China, Rússia e Irã, continua avançando as capacidades de armas químicas e biológicas.

    Além disso, Walsh disse que os Estados Unidos e a Coreia do Sul colaboram para enfrentar qualquer tipo de ameaça norte-coreana. A funcionária disse que os dois países se reúnem anualmente no fórum bilateral sobre combate a ADM.

    "Estamos trabalhando com nossos aliados da República da Coreia para garantir que estamos preparados para contingências de ADM, independentemente de qual seja a ameaça", segundo a vice-secretária norte-americana.

    Walsh nomeou a China como uma das maiores fontes de materiais para armas químicas e biológicas para a Coreia do Norte e outros agentes.

    "Entidades e indivíduos chineses continuam transferindo materiais sensíveis em termos de proliferação para a Coreia do Norte, Irã e outros agentes maliciosos, e a China demostrou uma aplicação pouco rigorosa dos controles das exportações internas e dos regimes de sanções multilaterais a fim de evitar essas transferências", disse Walsh.

    Mais:

    Irmã de Kim Jong-un adverte Coreia do Sul sobre consequências da propaganda contra Pyongyang
    'Aliança de ferro': presidente da Coreia do Sul terá 1º encontro com Biden
    Coreia do Norte não está adotando nenhuma medida para desnuclearização, diz inteligência dos EUA
    EUA apostam na desvalorização do potencial de dissuasão nuclear da Rússia, diz MRE russo
    Tags:
    arma nuclear, arma de destruição em massa, Coreia do Sul, EUA, Coreia do Norte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar