06:27 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 0 0
    Nos siga no

    Pacientes que usavam ventilação mecânica no hospital Zakir Hussain em Nashik, na Índia, morreram após uma falha no sistema de oxigênio. Uma investigação foi aberta para apurar o ocorrido.

    Pelo menos 22 pessoas morreram no hospital Zakir Hussain, na cidade de Nashik, no estado de Maharashtra, uma das áreas da Índia mais afetadas pela pandemia do novo coronavírus, nesta quarta-feira (21). As mortes aconteceram supostamente em decorrência de um vazamento no sistema de oxigênio que causou uma séria interrupção no fornecimento de pacientes, disse o ministro da Saúde da região.

    Muitos hospitais indianos já estão com falta de oxigênio, enquanto o país enfrenta um aumento dramático de infecções pela COVID-19, com um recorde de 295 mil novos casos e duas mil mortes relatados nesta quarta-feira (21).

    "Os pacientes que usavam ventiladores no hospital em Nashik morreram", afirmou o ministro Rajesh Tope em uma emissora indiana, em um canal de televisão indiano.

    "O vazamento foi detectado no tanque que fornecia oxigênio para esses pacientes. O fornecimento interrompido pode estar relacionado com a morte dos pacientes no hospital", explicou o ministro.

    Escassez de oxigênio

    Imagens supostamente filmadas no local e postadas em redes sociais mostram pessoas usando máscaras em meio a espessas nuvens brancas saindo de tanques de armazenamento de oxigênio. Pacientes que recebiam oxigênio estão entre os mortos.

    O abastecimento do hospital foi interrompido depois que um caminhão-tanque vazou durante o abastecimento das unidades de armazenamento. Uma operação de contenção foi lançada e Tope anunciou uma investigação do governo de Maharashtra sobre o incidente.

    ​Vazamento do tanque de oxigênio no Hospital Nashik.

    Na terça-feira (20), o primeiro-ministro indiano Narendra Modi admitiu em um discurso que a situação do suprimento de oxigênio no país é atualmente um "problema" devido à escassez. O estado de Haryana, próximo de Nova Deli, ordenou proteção policial para todos os tanques de oxigênio em meio a relatos de saques por algumas famílias que lutam para salvar seus parentes doentes.

    Acredita-se que a atual disseminação do vírus SARS-CoV-2 na Índia tenha sido ajudada por uma variante local do novo vírus, que contém duas mutações em sua proteína spike, que parecem torná-lo mais facilmente transmissível.

    Mais:

    Cientistas revelam quando surgiu oxigênio na atmosfera da Terra
    Antes de colapso, Saúde aumentou imposto de oxigênio e manteve isenção à cloroquina, aponta agência
    Índia registra 200 mil casos de COVID-19 em 24h e bate recorde de infecções
    Entrega da vacina russa Sputnik V à Índia começará ainda em abril, diz embaixador
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar