03:22 12 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)
    2150
    Nos siga no

    Vacinas contra a COVID-19 da AstraZeneca/Oxford, da Johnson & Johnson e CanSinoBIO usam todas diferentes tipos de adenovírus no processo de proteção contra o SARS-CoV-2.

    Apesar das semelhanças com as vacinas contra a COVID-19 da AstraZeneca/Oxford e da Johnson & Johnson, a fabricante chinesa de vacinas CanSino Biologics Inc. afirmou na quarta-feira (14) que não encontrou nenhum caso de coágulos sanguíneos em pessoas que receberam a sua vacina contra o novo coronavírus, relata a agência Reuters.

    As agências federais de saúde dos EUA recomendaram na terça-feira (13) que o uso da vacina da Johnson & Johnson fosse interrompido depois que seis mulheres desenvolveram coágulos sanguíneos raros. E na semana passada, a Agência Europeia de Medicina (EMA) afirmou que coágulos sanguíneos devem ser listados como um efeito colateral "muito raro" da vacina da AstraZeneca/Oxford, mas acrescentou que os benefícios continuam a superar os riscos.

    Os especialistas disseram que os riscos de coagulação para ambas as vacinas permanecem extremamente baixos e são altamente eficazes no fornecimento de proteção contra a COVID-19.

    Uma enfermeira tira de um frasco a vacina contra o coronavírus da Johnson & Johnson, 25 de março de 2021
    © REUTERS / Lucy Nicholson
    Uma enfermeira tira de um frasco a vacina contra o coronavírus da Johnson & Johnson, 25 de março de 2021

    Vacinas usam adenovírus

    A vacina Ad5-nCoV da CanSinoBIO, também conhecida como Convidecia, usa o adenovírus tipo 5, um vírus inofensivo da gripe, como um vetor para fornecer instruções para as células humanas produzirem parte do SARS-CoV-2 que pode acionar o sistema imunológico para reconhecer e atacar o novo coronavírus.

    As vacinas desenvolvidas pela AstraZeneca/Oxford e Johnson & Johnson têm o mesmo mecanismo, mas usam adenovírus diferentes, um adenovírus de chimpanzé e um adenovírus do tipo 26, respectivamente.

    A vacina do CanSinoBIO já foi aprovada na China, Paquistão, Chile, Hungria e México.

    Tema:
    Situação da COVID-19 em meados de abril no mundo (75)

    Mais:

    EUA ainda não sabem qual foi origem da COVID-19, diz diretora de Inteligência
    Revista Science culpa 'inação' de Bolsonaro pela crise da COVID-19 no Brasil
    Índia registra 200 mil casos de COVID-19 em 24h e bate recorde de infecções
    COVID-19: Argentina anuncia toque de recolher em Buenos Aires para conter pandemia (VÍDEO)
    Tags:
    vacinação, vacina, vacina, China, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar