20:34 22 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    0 48
    Nos siga no

    Delfin Lorenzana, secretário de Defesa filipino, afirma que a China estaria buscando ocupar mais áreas do mar do Sul da China, considerando a presença contínua de embarcações chinesas perto de zonas disputadas.

    Diplomatas chineses, no entanto, teriam justificado a presença das mais de 200 embarcações em causa – conforme dados da inteligência filipina - perto do recife de Whitsun, chamado de recife Julian Felipe nas Filipinas, como forma de se protegerem do mau tempo no mar, informa a agência Reuters.

    Contudo, neste sábado (3), Lorenzana comunicou que 44 embarcações chinesas ainda se encontravam no local, apesar das condições atmosféricas terem melhorado.

    "Eu não sou tolo. O tempo tem estado bom até agora, por isso eles [os navios chineses] não têm razão para ficar lá", apontou o secretário de Defesa filipino, citado pela mídia. "A presença contínua de milícias marítimas chinesas na área revela sua intenção de ocupar [áreas do] mar Filipino Ocidental", declarou Lorenzana, utilizando a designação usada por Manila para se referir ao mar do Sul da China, citado na matéria.
    Imagem de satélite da empresa Maxar mostra navios de pesca ancorados no recife de Whitsun denominado por Manila de recife de Julian Felipe
    © REUTERS / Maxar Technologies
    Imagem de satélite da empresa Maxar mostra navios de pesca ancorados no recife de Whitsun denominado por Manila de recife de Julian Felipe

    Em resposta a tais comentários, a embaixada da China em Manila disse que era "completamente normal" que as embarcações chinesas pescassem na área e se refugiassem perto do recife durante condições de mar agitadas. E acrescentou, citada pela Reuters: "Ninguém tem o direito de fazer comentários irresponsáveis sobre tais atividades".

    No entanto, Delfin Lorenzana não se deixa convencer, afirmando que não seria a primeira vez que Pequim desrespeitaria a soberania das Filipinas e seus direitos soberanos estabelecidos no direito internacional.

    Mais:

    'Solução pacífica': premier japonês pretende acalmar tensão China-Taiwan durante visita aos EUA
    Ex-ministro australiano apela para a limitação das relações econômicas com China
    Filipinas enviam caças para área de recife após este ser 'cercado' por mais de 200 navios chineses
    Tags:
    Filipinas, China, Mar do Sul da China, disputa territorial, tensão geopolítica
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar