04:14 31 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Ásia e Oceania
    URL curta
    2191
    Nos siga no

    Ao se aproximar dos EUA, Índia poderia estar colocando em causa sua relação com a Rússia, velha aliada de defesa e principal fornecedora de armas ao país, aponta a mídia.

    A visita de Lloyd Austin, secretário de Defesa dos EUA, a Nova Deli na semana passada, foi uma iniciativa bastante visível da parte de Washington em como deseja que ambas as nações se aproximem para conterem a China de um modo mais assertivo, relata o South China Morning Post.

    No entanto, esta não é a primeira vez que os EUA se aproximam de Nova Deli em função de seus interesses geopolíticos.

    Estado recente das relações bilaterais entre EUA e Índia

    Desde 2016 que Washington considera a Índia um de seus principais parceiros de defesa. Os dois países chegaram a assinar três acordos relativos à interoperabilidade para uma melhor cooperação além da procura cada vez maior de Nova Deli por tecnologia de armamento norte-americana.

    De igual modo, os EUA e a Índia fazem parte do Diálogo de Segurança Quadrilateral, ou simplesmente Quad, juntamente com a Austrália e o Japão que, apesar de seus interesses nacionais talvez divergentes – de acordo com o governo de cada nação – apresentariam uma "mentalidade semelhante" entre eles. Como já foi referido várias vezes, o objetivo desta aliança seria a contenção do crescimento do poder e influência da China na região Indo-Pacífico, de modo a não deixar de se tornar uma área "livre e inclusiva".

    Militar observa o horizonte na casa do piloto enquanto o destróier  USS John S. McCain conduz operações de rotina em andamento em apoio à estabilidade e segurança para um Indo-Pacífico livre e aberto, no Estreito de Taiwan
    © AP Photo / Especialista de Comunicação em Massa de 2ª Classe Markus Castaneda
    Militar observa o horizonte na casa do piloto enquanto o destróier USS John S. McCain conduz operações de rotina em andamento em apoio à estabilidade e segurança para um Indo-Pacífico livre e aberto, no Estreito de Taiwan
    Segundo Kanwal Sibal, ex-ministro das Relações Exteriores da Índia, a visita de Lloyd Austin a Nova Deli simbolizaria o "compromisso pessoal" de Joe Biden com as relações entre EUA e Índia, mostrando que "a defesa se tornou um pilar sólido de nossas relações bilaterais", disse Sibal citado pela mídia chinesa.

    Porém, esta recente aproximação entre as duas nações tem despertado preocupações por parte da Rússia, que espera que a Índia "não se torne em um vassalo dos EUA", referiu Aleksei Kupriyanov, do Instituto de Economia Mundial e Relações Internacionais de Moscou, citado na matéria.

    Rússia e Índia, uma amizade de décadas

    Por enquanto, a Rússia não comentou sobre a visita de Austin a Nova Deli, mas Kupriyanov se mantém confiante de que a Índia não se deixará pressionar por atores externos, continuando a seguir seus interesses nacionais.

    "Grandes potências não se deixam ditar sobre qual fonte compram armas, e nem de quem são amigas", declarou Kupriyanov, citado pelo South China Morning Post.
    Presidente russo Vladimir Putin e primeiro-ministro da Índia Narendra Modi durante a cerimônia de assinatura de documentos após negociações.
    © Foto / Assessoria de imprensa do presidente da Rússia
    Presidente russo Vladimir Putin e primeiro-ministro da Índia Narendra Modi durante a cerimônia de assinatura de documentos após negociações.

    As relações de defesa entre Moscou e Nova Deli têm muitas décadas, sendo que vários estimam que cerca de 65% do armamento e hardware militares da Índia sejam importados da Rússia. Em 2018, as duas nações assinaram um acordo no qual a Índia receberia cinco sistemas de defesa aérea russos S-400 Triumf, algo que incomoda bastante Washington, segundo a mídia.

    Mesmo que os EUA tenham ganhado influência no mercado de armamentos com Nova Deli desde 2001, Sibal, que serviu como embaixador indiano na Rússia entre 2004 e 2007, diz que é "crucial" que a Índia mantenha laços com Moscou "para não se tornar mais vulnerável às exigências e pressão dos EUA", citado pela mídia.

    Mais:

    Índia não proibiu exportações de vacinas contra COVID-19, diz fonte do governo
    Voo MH370 pode ter sido abatido pelos EUA para impedir ida de 'equipamento eletrônico' para a China
    Índia vai comprar drones MQ-9B Predator dos EUA para combater China e Paquistão, revela mídia
    Tags:
    Defesa, relações bilaterais, EUA, Rúss, Índia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar